Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super banner TCE - Campanha Ouvidoria
Campo Grande

Manifesto pede manutenção de escola para surdos

Governo fechou Centro de Atendimento ao Deficiente como escola do 1° ao 5° ano

30 Dez2016Da redação14h25
(Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)

Uma manifestação em apoio ao Centro Estadual de Atendimento ao Deficiente da Audiocomunicação (Ceada), de Campo Grande, foi realizada nesta sexta-feira, 30 de dezembro, por intérpretes, surdos e familiares. A Secretaria Estadual de Educação (SED) determinou o fechamento do local que no ano que vem funcionará apenas como um estabelecimento de formação de profissionais que trabalham com surdos.

A decisão fechou o Ceada como escola do 1° ao 5° ano do ensino médio. Usando faixas e cartazes, os manifestantes pediram a manutenção da escolaridade no Ceada.  Para os pais, a o Ceada é importante para a formação inicial do surdo. O grupo se prepara para um novo protesto na intenção de chamar a atenção do governo e reverter o que foi determinado.

Secretaria de Educação - Conforme a SED, os estudantes que estavam matriculados no Ceada, de 1º ao 5º ano, serão encaminhados para escolas da Rede Estadual de Ensino e receberão apoio de instrutor mediador modalidade sinalizada, uma vez que ainda não são fluentes na Língua Brasileira de Sinais (Libras), e também o Atendimento Educacional Especializado em Libras, como primeira língua (L1), em Língua Portuguesa na modalidade escrita (L2) e Matemática.

A Secretaria de Estado de Educação conta, ainda, com a atuação do Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS), voltado também para a formação, assessoramento, orientação e acompanhamento de professores. O CAS tem como objetivo prever e prover apoio no contexto escolar, dispondo de 261 profissionais especializados na área da surdez, e também, atende anualmente por meio dos cursos de Libras cerca de 780 cursistas, visando a difusão e fortalecimento de uma sociedade bilíngue.

(Com informações da TV MS Record)

Veja Também