Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner SEGOV - Refis 2019
Campo Grande

Painel irá discutir Segurança Pública nesta sexta na OAB/MS

Objetivo é ouvir os representantes de entidades sobre Termo Circunstanciado de Ocorrência

13 Mar2018Da redação17h17

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), vai promover Painel para debater Segurança Pública nesta sexta-feira (16), com diversos especialistas e instituições.  

O objetivo é ouvir os representantes de entidades sobre TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), registro de fato tipificado como infração de menor potencial ofensivo, que não ocorre em Mato Grosso do Sul.

O Coronel Marcello Martinez da Polícia Militar de Santa Catarina, estado pioneiro na aplicação do termo circunstanciado pela PM, será o palestrante convidado.

De acordo com a Presidente da Comissão de Segurança Pública, Claudia Paniago, o TCO ajudaria a quantificar os crimes. “A realização do TCO pela Policia Militar e Policia Rodoviária Federal ajudará a reduzir o tempo gasto com registro de ocorrência e reduzir a subnotificação, que acontece quando o cidadão deixa de efetuar o registro do crime na delegacia”, citou.

O evento, que tem apoio da Associação Comercial de Campo Grande (ACICG) e da Associação dos Oficiais Militares Estaduais de MS (AOFMS), será no auditório da OAB/MS, dia 16, às 9 horas. 

A OAB/MS irá fazer a transmissão ao vivo do evento pelo Instagram @oab_ms. 

Veja Também

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados
MPF obriga DNIT a adotar medidas de proteção à fauna pantaneira
Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
Inep: quase 300 instituições têm 'nota baixa' de qualidade
Ex-sargento da PM sofre nova condenação
Asilo de Battisti teve motivação político-partidária, diz Sérgio Moro
Resolução define plano de trabalho para agentes de saúde
Confira a escala dos postos de saúde nesta terça-feira
Ato incineratório Defron vai queimar 6.540 kg de drogas Material que será incinerado é produto de apreensões feitas durante o ano
Planalto Posse de Bolsonaro terá de 250 a 500 mil pessoas Cerimonial da presidência espera multidão em Brasília no dia 1º de janeiro