Menu
21 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Doação

Órgãos captados em Dourados vão salvar vidas em três estados

Rins de doadora será levado para Vitória; Campo Grande; e o fígado para São Paulo, capital

25 Jan2020Da redação08h25

Uma cirurgia de captação de órgãos foi realizada durante a tarde desta sexta-feira (24) na Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), em Dourados.

Por volta das 15h, a doadora, uma mulher de 42 anos, identificada pelas iniciais L.O.G.S, foi levada para a sala de cirurgia para retirada dos dois rins, córnea e fígado. 

Segundo informações do site de notícias "Dourados News", uma equipe de São Paulo e outra da Santa Casa de Campo Grande chegaram de avião durante a tarde de hoje (24) para a realização do procedimento cirúrgico. Os órgãos serão transportados para Campo Grande, Vitória e São Paulo.

Com a ação autorizada pelos familiares, quatro pessoas foram previamente comunicadas da compatibilidade. A paciente estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Cassems de Dourados diagnosticada com aneurisma cerebral. 

De acordo com informações a enfermeira da equipe da Santa Casa de Campo Grande, Rosana Maria dos Santos, repassadas ao Dourados News, os quatro órgãos citados já tinham destino definido antes da realização da cirurgia.

Rosana detalhou que o rim direito será levado para Vitória, capital do Espírito Santo; o rim esquerdo e córnea para Campo Grande; e o fígado para São Paulo, capital.

As cirurgias desta natureza se estendem aproximadamente por quatro horas e podem envolver até 10 profissionais da saúde, entre médicos cirurgiões, enfermeiros e técnicos de enfermagens. 

A enfermeira explicou ainda que todo o trâmite tem que ser realizado com muita rapidez. O procedimento completo após o fechamento do acordo com os familiares do doador deve acontecer em um prazo máximo de 24 horas para a verificação de compatibilidade entre doador e receptor, transporte de equipes, cirurgia de captação, transporte e por fim o transplante dos órgãos. 

Despedida

Um aspecto importante referente a este caso é que a doadora se encontrava no setor de UTI da Cassems com a atividade dos órgãos mantidos com a ajuda de equipamentos do hospital. O óbito foi registrado apenas depois do processo cirúrgico.

Antes da entrada na sala de cirurgia foi feito um “cordão” de pessoas, entre profissionais e familiares. O momento foi de muita emoção. Na porta da sala, a família da doadora se despediu de L.O.G.S e alguns minutos de silêncio foram solicitados.

Fonte: Site "Dourados News".

Veja Também

Procon Campo Grande autua supermercado e retira 26kg de produtos de circulação
Saiba como participar da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas
Programas de Residência Médica do HU-UFGD certificam 34 novos profissionais da saúde
Fique por dentro do expediente das agências da Energisa durante o Carnaval
Confira a programação do Carnaval 2020 em Campo Grande
PMA de Bataguassu autua em R$ 8 mil sitiante por comércio ilegal de combustível
Grupo de Apoio e Proteção aos Animais pode ser declarado de utilidade pública
Equipes iniciam obra no Córrego Anhanduí
6 de maio é a data-limite para regularizar a situação eleitoral
Nomeados novos membros do Comitê Estadual para Refugiados de MS