Menu
23 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campo Grande

Obra no Bom Retiro é retomada com Guarda Municipal

Serviços pararam após arquitetos terem denunciado ameaças no local da construção das moradias

11 Jun2019Byanca Santos - Especial para o Diário Digital14h10
(Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)

As obras do programa Ação Casa Pronta no loteamento Bom Retiro foram retomadas nesta segunda-feira, 10 de Junho, com a presença de uma equipe da Guarda Civil Municipal fixa no local. Em reunião, Agência Municipal de Habitação de Campo Grande (EMHA), a Fundação Social do Trabalho (FUNSAT) e lideranças da região do Bom Retiro, Vespasiano Martins, Jardim Canguru e do José Teruel I e II, acertaram pontos cruciais para a retomada.

Segundo informações as obras teriam sido pausadas, após um dos arquiteto que presta serviços à prefeitura orientando os moradores durante os trabalhos do canteiro ser ameaçado de morte por um aluno. A vítima formalizou a denúncia na 2ª Delegacia de Polícia Civil da Capital.

O diretor-presidente da Funsat, Cleiton Franco, afirmou que serão desligados do programa todos os que não estiverem devidamente comprometidos com as exigências do Proinc. “Haverá mudanças no canteiro de obras, pois há pessoas que estão ali, mas não querem trabalhar. Isso eu não posso admitir de jeito nenhum”, disse o diretor.

Enéas Netto, diretor-presidente da Emha, ressalta que o sucesso do programa depende do comprometimento entre beneficiários junto Poder Público para finalizar a entrega das moradias mediante a capacitação profissional.

“Estamos aqui para afinar os pontos, pois há conflitos críticos de liderança nas comunidades, que devem ser resolvidos para o andamento devido do programa Ação Casa Pronta. Neste momento, é preciso união, entendimento e sabedoria para que não patinar. Quem perde somos todos nós”, disse Enéas.

Loteamento - O Bom Retiro é a primeira das quatro áreas a receber o programa Ação Casa Pronta, onde caminha para a finalização das 136 unidades habitacionais previstas.

Segundo Rogério Carvalho, liderança da Bom Retiro aproximadamente 328 famílias serão beneficiadas e apenas 39 foram colocadas dentro das casas.

Rogério acredita que esse prazo também foi para reorganizar o canteiro de obras. “Alguns são moradores e outros são trabalhadores. Então eles fizeram isso para reorganizar o canteiro de obras. Espero que isso agora ande, pois a qualificação começou em 2017. A esperança é que façam todas o mais rápido possível porque a construção da casa não está só nas mãos dos moradores. Aqui tem engenheiro, arquiteto, é um conjunto. Não podemos generaliza a situação”, frisou o líder da região.

Veja Também

Governo sanciona lei que facilita renegociação de dívidas com Agehab
Pecuaristas são multados em R$ 104 mil por desmatamentos ilegais
Confira escala médica nas UPAs e CRSs para este domingo
Governo vai pavimentar rodovia que liga Norte do MS ao Pantanal e Bonito
Digital influencer leva curso de marketing digital e ensina sobre moda na periferia
Decreto institui grupo para cobrar inscritos na dívida ativa
MS sedia evento regional de internet e tecnologia
Descubra alguns hábitos que interferem na saúde dos dentes
Pesquisas indicam ingestão de microplásticos por humanos
Cliente fidelizado pode se tornar porta-voz do negócio