Menu
19 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Governo

Obras da Ernesto Geisel vão acabar com alagamentos

Ação pode melhorar a vida da população da Capital

15 Jun2019Byanca Santos - Especial para o Diário Digital16h59

As obras no rio Anhanduí na avenida Ernesto Geisel seguem em ritmo acelerado em Campo Grande. Com recursos do Governo do Estado, a ação faz parte do projeto “Juntos Por Campo Grande”, que em parceria com a prefeitura da Capital, garantiu investimentos em infraestrutura para melhorar a vida da população da Capital.

No valor de R$ 48 milhões, R$ 44 milhões de recursos do Orçamento da União e R$ 4 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

O projeto que estava parado há mais de cinco anos, correndo o risco de perder recursos federais, mas foi retomado em 2017. O presidente da Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Cohafama, Renê Martinês, afirmou que as obras estão correndo com rapidez e que vai beneficiar muito a região. “Sabemos que a retomada só foi possível com a ajuda do Governo do Estado. Estamos muito felizes da forma que estão ocorrendo às obras. Há anos esperávamos pela conclusão desse empreendimento”, ressaltou o presidente.

Na Ernesto Geisel, o projeto inclui a recomposição das margens do rio Anhanduí, com a construção de muros de gabião e placas de concreto, a implantação de uma ciclovia, a construção de bocas de lobo para captar a enxurrada e a recomposição da pista.

Moradora do bairro há 15 anos, Marieli Costa disse que aguarda com muita expectativa a conclusão das obras. “A gente está torcendo para que dê tudo certo. Está ficando uma maravilha essa obra. Acredito que vai valorizar os imóveis da região e aumentar o número de clientes”, afirmou.

As obras de Revitalização do Rio Anhanduí estão divididas em três lotes: No lote 1 o muro de gabião (estruturas feitas em aço preenchidas com pedras) está quase pronto. O bairro ainda contará com a urbanização da área, abertura de uma ciclovia e recapeamento das pistas laterais da Avenida Ernesto Geisel. A expectativa é que neste lote o serviço fique pronto até o aniversário da cidade, no mês de agosto.

O lote 3 deve ficar pronto até o fim do ano, já o lote 2 o cronograma de entrega é para junho de 2020.

(Com informações da Subsecretaria de Comunicação - Subcom)

Veja Também

Terça-feira com máxima de 34°C
Rua 14 de Julho recebe acabamento para inauguração
Selo Arte abre horizonte de oportunidades em MS, diz Reinaldo Azambuja
Renovação de matrículas em Três Lagoas começa nesta terça-feira
Fim de semana teve duas mortes por afogamento na Capital
Uso do cinto de segurança nos ônibus interestaduais ganha campanha educativa
Vídeo de jacarés fugindo de trator no Pantanal repercute nas redes sociais
Guardas são afastados das ruas após ação em terminal
Prato baiano de jacaré e hamburguer vencem festival
Agehab publica aviso de licitação para construção de bases do Lote Urbanizado