Menu
22 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Governo

Obras da Ernesto Geisel vão acabar com alagamentos

Ação pode melhorar a vida da população da Capital

15 Jun2019Byanca Santos - Especial para o Diário Digital16h59

As obras no rio Anhanduí na avenida Ernesto Geisel seguem em ritmo acelerado em Campo Grande. Com recursos do Governo do Estado, a ação faz parte do projeto “Juntos Por Campo Grande”, que em parceria com a prefeitura da Capital, garantiu investimentos em infraestrutura para melhorar a vida da população da Capital.

No valor de R$ 48 milhões, R$ 44 milhões de recursos do Orçamento da União e R$ 4 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

O projeto que estava parado há mais de cinco anos, correndo o risco de perder recursos federais, mas foi retomado em 2017. O presidente da Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Cohafama, Renê Martinês, afirmou que as obras estão correndo com rapidez e que vai beneficiar muito a região. “Sabemos que a retomada só foi possível com a ajuda do Governo do Estado. Estamos muito felizes da forma que estão ocorrendo às obras. Há anos esperávamos pela conclusão desse empreendimento”, ressaltou o presidente.

Na Ernesto Geisel, o projeto inclui a recomposição das margens do rio Anhanduí, com a construção de muros de gabião e placas de concreto, a implantação de uma ciclovia, a construção de bocas de lobo para captar a enxurrada e a recomposição da pista.

Moradora do bairro há 15 anos, Marieli Costa disse que aguarda com muita expectativa a conclusão das obras. “A gente está torcendo para que dê tudo certo. Está ficando uma maravilha essa obra. Acredito que vai valorizar os imóveis da região e aumentar o número de clientes”, afirmou.

As obras de Revitalização do Rio Anhanduí estão divididas em três lotes: No lote 1 o muro de gabião (estruturas feitas em aço preenchidas com pedras) está quase pronto. O bairro ainda contará com a urbanização da área, abertura de uma ciclovia e recapeamento das pistas laterais da Avenida Ernesto Geisel. A expectativa é que neste lote o serviço fique pronto até o aniversário da cidade, no mês de agosto.

O lote 3 deve ficar pronto até o fim do ano, já o lote 2 o cronograma de entrega é para junho de 2020.

(Com informações da Subsecretaria de Comunicação - Subcom)

Veja Também