Campo Grande •23 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Águas Guariroba - Orgulho - Melhores empresas, da Águas Guariroba

Da redação | Quarta, 15 de Março de 2017 - 14h39Nefrologista alerta sobre crescimento silencioso de doença renalNo Brasil, em 10 anos, o número de pacientes em diálise passou de 40 mil para 110 mil

(Foto: Roberto Higa/Assembleia Legislativa)

A epidemia da obesidade acompanha o alarmante número de casos novos de doença renal crônica. Nesta quarta-feira, 15 de março,  o médico nefrologista Alexandre Silvestre Cabral participou da sessão ordinária para alertar sobre o crescimento silencioso da doença e enfatizar a necessidade de implantação de uma política preventiva.

“A Sociedade Brasileira de Nefrologia e a Comunidade Internacional de Nefrologia elegeu 9 de março como o Dia Mundial do Rim. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a doença renal crônica, que é a perda progressiva, e muitas vezes irreversível, da função dos rins, o que pode fazer o paciente necessitar de hemodiálise ou transplante para não morrer. No Brasil, em 10 anos, o número de pacientes em diálise passou de 40 mil para 110 mil. Essas pessoas que precisam de tratamento de substituição renal perde em qualidade de vida e tempo de vida. Além disso, o sofrimento se estende aos familiares”, disse.

O médico destacou ainda os efeitos com relação aos custos associados. Segundo ele, o orçamento do Ministério da Saúde tem como principal despesa os tratamentos relacionados à insuficiência renal crônica. “A população está crescendo e envelhecendo. Infelizmente, as pessoas não têm acesso aos cuidados adequados de saúde para evitar diabetes, pressão alta e doença renal. Devemos alertar a sociedade para que não haja mais morte precoce”.

Neste ano, a campanha tem como foco a obesidade, situação que pode causar ou agravar problemas renais. A Sociedade Brasileira de Nefrologia adverte para os seguintes fatores de risco: pressão alta, diabetes, idade superior a 50 anos, histórico de doenças renais na família, uso de remédios sem orientação médica, tabagismo e doenças cardiovasculares, além do sobrepeso ou da obesidade.

Veja Também
Cinco negócios para investir com pouco dinheiro
Defesa do Consumidor aprova atuação de Procons on-line
Mais de 12 mil alunos da rede municipal participam da Prova Brasil
Área usada como ‘garagem de ônibus’ gera transtornos
Rodoviária é palco da exposição 'Campo Grande - 40 anos de Capital'
Projeto colaborativo combate obesidade na Capital
Turista espanhola é morta por policiais na Rocinha
Últimos dias de pesca nos rios de MS antes do defeso
Servidor estadual terá semana com programação especial
Segunda, 23 de Outubro de 2017 - 12h52Na BR-163/MS, obras da CCR MSVia operam em pare-e-siga Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento