Menu
21 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Tecnologia

Na Capital, ministro anuncia satélite que dobrará banda larga

Kassab pediu que Campo Grande se prepare para acompanhar avanço tecnológico

19 Abr2017Da redação16h45
(Foto: Luciano Muta)
  • Marquinhos Trad e Gilberto Kassab, que esteve em Campo Grande nesta quarta-feira
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • Kassab na Esplanada Ferroviária, em Campo Grande (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

O governo federal prepara o lançamento do primeiro satélite brasileiro que permitirá a expansão da capacidade de banda larga no país. A informação é do  ministro de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, que nesta quarta-feira, dia 19, visitou Campo Grande e esteve com o prefeito da Capital Marquinhos Trad (PSD).

O ministro reforçou a necessidade da administração municipal se preparar para acompanhar o desenvolvimento tecnológico que está sendo executado pelo Governo Federal. Em se tratando do poder público, um dos fatores positivos que será possível com essa expansão da tecnologia, é a introdução da internet em todos os equipamentos que compõem a rede de saúde no País, setor este que entra como prioridade nas administrações de todos os municípios brasileiros.

"Ao lançarmos esse satélite, o que deve ocorrer em poucos meses, todos os municípios terão pleno acesso a banda larga. Teremos uma capacidade que corresponde a mais do que o dobro do que é oferecido hoje. Sabemos que Campo Grande é uma capital bastante avançada no sentido da tecnologia e, esse é um fator bastante positivo, já que formalizamos um convênio com o Ministério da Saúde, que prevê a integração de toda a rede do SUS via internet. Com isso, os municípios estarão ligados ao sistema do governo estadual e federal, para agilizar os atendimentos aos usuários e, consequentemente, melhorar no que for preciso”, explica Kassab.

De acordo com o ministro, será preciso potencializar o uso desse satélite, que tem vida útil de 18 anos. “Essa expansão da internet por meio do satélite foi colocado como uma das prioridades do governo federal, mesmo nesse momento de crise, e não podemos errar. Na avaliação do nosso  ministério, Campo Grande estará inserida neste contexto inclusive pela importância que Mato Grosso do Sul tem na economia, por meio do agronegócio. A tecnologia vai fazer a diferença inclusive neste setor e a Capital é peça fundamental neste processo e precisa estar preparada para mais esse avanço”defende Kassab.

Apesar de reconhecer a dificuldade dos gestores administrarem os municípios diante da atual crise nacional, o prefeito Marquinhos Trad pondera que já foi possível avançar em Campo Grande, e conta com o apoio do Governo Federal, inclusive do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, para garantir recursos da União, fundamentais para o desenvolvimento das políticas a serem executadas na Capital.

“Logo que assumimos a prefeitura estivemos em Brasília com o ministro Gilberto Kassab, de quem recebemos o apoio principalmente para ajudar a abrir as portas dos outros ministérios e mostrar que Campo Grande merece um voto de confiança, após os recursos da União serem suspensos por mais de dois anos, quando a gestão anterior permitiu que entrássemos no cadastro negativo, o que impediu a destinação de verbas que já estavam garantidas. Agora é diferente, e estamos dispostos a reaver o que ficou pra trás e, tanto o Governo Federal, como a sociedade, podem ter certeza de que todo recurso que vier não será perdido, mas sim aplicado conforme o que a lei determina”, justifica Marquinhos.

O chefe do Executivo Municipal de Campo Grande garante que a nova gestão começa a avançar no sentido de se habilitar para compartilhar os projetos disponíveis pelo Governo Federal. “Já estivemos em Brasília por diversas vezes e pegamos os roteiros de eventos da Ciência, Tecnologia e demais pastas, e já estamos nos adaptando conforme as determinações do Governo Federal, para receber os projetos assim que forem disponibilizados. Nas conversas com o ministro Kassab, nos é sempre colocado que fazer uso dessa tecnologia não trará custo para o município, e vamos buscar essas parcerias sempre batendo e reforçando nessa tecla da economia”, disse o prefeito.

Veja Também

Rodovia que 'esfarelou' fica pronta em agosto
Simted suspende greve que iniciou na sexta-feira, dia 18
Dourados receberá Caravana da Saúde Indígena em junho
Campanha de Vacinação já imunizou 129 mil pessoas, diz prefeitura
Projeto estabelece o rastreamento precoce de doenças
Programa Universitário Cidadão tem início em Três Lagoas
Defesa Civil do Estado avalia impactos da cheia do Pantanal
Câmara conclui votação da regulamentação da profissão de físico
EUA acusam aliado de Maduro de narcotráfico e impõem sanções
Projeto endurece pena para homicídio contra população LGBT