Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Campo Grande

Município sugere incorporar 15% de gratificações ao salário base dos médicos

Medida não causará impacto na folha de pagamento, segundo a prefeitura

4 Jul2017Da redação13h49

Representantes dos médicos, enfermeiros e odontólogos se reuniram na noite desta segunda-feira,  3 de julho, com o prefeito Marquinhos Trad para mais uma rodada de negociação. Conforme a proposta apresentada nesta noite, as três categorias terão 15% de gratificações incorporados ao salário base. A medida não causará impacto na folha de pagamento.

O secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, explica que tal medida é possível mediante a redução no número de plantões, principalmente no período de 00h às 06h, e que eventualmente não iriam trazer prejuízos no atendimento à população, haja vista que nestes horários o fluxo de pacientes é menor se comparado com o período diurno, pro exemplo.

“Nós procuramos tratar essa discussão de maneira isonômica buscando o melhor caminho para todos. Entendemos que garantindo a incorporação de 50% de algumas rubricas que hoje compõem o vencimento dos servidores, não teremos impacto na massa salarial da prefeitura. Dessa forma nós conseguimos melhorar o vencimento base do trabalhador com impacto zero aos cofres da prefeitura”, disse.

Conforme o secretário, no caso dos médicos, a proposta de reajuste no salário base de 15.58% aumentaria o salário base de R$2.516,72 para R$2.908,82, por um período de 20 horas semanais.

Quanto a enfermagem, seria incorporado 50% do abono da referência 14, o que representa um aumento de R$ 17.25% no salário base, passando de R$ 2.067,30 para R$ 2.423,90.

Já na odontologia seria incorporado ao menos 50% do adicional de desempenho, o que representaria um aumento de 15.58%.

“A proposta tem o mérito de dar mais conforto e segurança ao trabalhador por que o salário base é irredutível constitucionalmente, ou seja, ele terá a garantia jurídica de que ele não irá perder estes benefícios”, pondera.

O secretário avaliou a reunião como positiva e agora aguarda uma posição por parte das categorias para definir os próximos rumos da negociação.

“Eu creio que estamos muito próximos de um acordo que vai pacificar as três categorias e garantir o melhor atendimento à saúde do campo-grandense”, finalizou.

Veja Também

Rotatória receberá sinalização e semáforos
Projeto de Lei assegura Libras em salas de cinema da Capital
Anvisa proibe uso e venda de lentes de contato coloridas no Brasil
Fazendeiro é multado após desmatar 10 hectares e matas do cerrado
Batalhão de Operações Especiais tem novo comandante
MT convoca aposentados e pensionistas de MS da época da divisão
Corrupção é culpada por drama de paciente na Capital
Assembleia implementa projeto de acessibilidade para Palácio Guaicurus
Saúde Caravana da Saúde nas Escolas tem até 1.000 atendimentos por dia Somente em Campo Grande, 42 mil alunos do 4º ao 7º ano serão beneficiados
Em MS CCR MSVia realiza obras na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas