Menu
25 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner FIEMS - Mês da Industria
Espiritp Santo

Mulheres pérmanecem enfrente do Batalhões

Políciais ainda não sairam para retornar ao trabalho no estado

11 Fev2017Da redação com Agência Brasil12h14

As mulheres e mães de policiais militares que estão acampadas há oito dias em frente aos batalhões do Espírito Santo impedindo a saída de viaturas continuam seu protesto na manhã deste sábado (11). Elas dizem que não vão recuar do ato por melhores salários e permanecem em frente aos quartéis bloqueando a saída dos policiais.

Perto das 8h, alguns policiais se aproximaram do portão principal do Quartel do Comando-Geral da Polícia Militar (PM) do Espírito Santo e fizeram um apelo para que as mulheres desbloqueassem a saída para que pudessem voltar para o policiamento nas ruas. Os PMs disseram que precisavam estar às 8h em seus postos de trabalho porque, caso contrário, seriam punidos.

Às 8h, dezenas de policiais que estavam na rampa de acesso ao batalhão e esperavam para sair retornaram ao prédio do Comando-Geral. Aos gritos de “guerreiros”, eles foram muito aplaudidos pelas manifestantes. As viaturas do Batalhão de Missões Especiais (BME), elite da PM do estado, também permanecem dentro do quartel.

Veja Também

Caminhoneiros aceitam acordo e greve será suspensa
AGU já conseguiu 17 liminares para desbloquear rodovias federais
Manifestantes bloqueiam Central da Petrobras
Caminhoneiros não chegam a acordo com governo
Cheia faz Município suspender aulas em escola do Paraguai Mirim
Ruas vazias e postos lotados na Capital
Com sorteio de prêmios, Festa do Sagrado Coração começa no sábado
Copa Assomasul adia jogo devido à greve dos caminhoneiros
Na Capital, combustível acabou em 20% dos postos
Audiência pública debate o reordenamento dos bairros de Dourados