Menu
20 de abril de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Super Banner SEGOV - VALE UNIVERDADE
Pesquisa

MS em 7º lugar em desenvolvimento econômico e social

Pesquisa avaliou, com notas de 0 a 1, um conjunto de 32 indicadores de 10 áreas

12 Fev2019Da redação11h51

Mato Grosso do Sul ocupa a 7ª posição entre os 27 estados no indicador desenvolvimento econômico, com reflexo na redução da pobreza, de acordo com pesquisa da Consultoria Macroplan, divulgada no final de janeiro deste ano.

A pesquisa avaliou, com notas de 0 a 1, um conjunto de 32 indicadores de 10 áreas de resultado – educação, capital humano, saúde, segurança, infraestrutura, desenvolvimento econômico, juventude, desenvolvimento social, condições de vida e institucional – chamados de Índice dos Desafios de Gestão Estadual (IDGE).

Programas do Governo do Estado que ampliam o desenvolvimento social e a geração de emprego e renda são algumas das ações que contribuem necessariamente para o bom desempenho de Mato Grosso do Sul.

Desde 2015, com a criação do programa Rede Solidária, o Governo do Estado atendeu mais de 7,7 mil famílias, oferecendo educação, cultura, esporte, lazer, serviços de proteção social e formação profissional por meio de ações específicas. Outras duas mil pessoas já participaram dos cursos profissionalizantes de padeiro, eletricista, panificação, artesanato, informática, customização, assistente administrativo, operador de computador e modelista de roupa.

O Programa promove ainda 33 projetos, divididos em sete módulos, entre eles, segurança cidadã, geração de trabalho e renda, escola da família etc. “Eu fiz curso de chocolate no Rede Solidaria e conclui o curso de padeiro. Isso me ajudou e muito. Vendo trufas e ajudo a manter a casa”, diz Fernanda Alexandra Miguel, 30 anos, moradora do bairro Dom Antônio, em Campo Grande.

Outros projetos são exemplo de melhoria na qualidade de vida e reverberam na diminuição da pobreza e outros indicadores. É o caso do Vale Renda, programa financeiro do Estado que beneficia com R$ 180,00, em 13 parcelas mensais, mais de 47 mil famílias. O Vale Universidade e a Casa de Qualificação Social e Profissional são mais alguns dos programas que fazem com que MS continue a crescer em qualidade de vida.

Dados - Conforme a publicação da Consultoria Macroplan, os indicadores apontam que Mato Grosso do Sul ocupa a 7ª posição no ranking geral que avalia o desenvolvimento econômico dos estados. Nesse quesito são levados em conta o PIB per capita, a taxa de desemprego e a informalidade. Pesquisas como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e dados do IBGE foram utilizados para a elaboração do ranking. Segundo o estudo, em dez anos, Mato Grosso do Sul apresentou a maior variação de crescimento, de 0,065, chegando a atual nota de 0,503.

Já na redução da pobreza, os critérios para avaliação foram a porcentagem de pobres, coeficiente de Gini (comparativo de desigualdade) e renda domiciliar per capita. O Estado subiu quatro posições entre os anos de 2007 e 2015 – o que representou queda de 60% nos indicadores de pobreza.

Para a elaboração dessa pesquisa, a Macroplan monitora o desempenho na última década (2007 a 2015) e traz projeções para 2022, com base na trajetória de períodos anteriores.

Veja Também

Pediatras pedem fim da obrigatoriedade do Teste da Linguinha
Projeto acaba com regimes aberto e semiaberto para crimes violentos
Obra será concluída no prazo de um ano
Jornalista Fabiano Fresneda, que atuou na TV MS Record, morre em SP
Falta de acessibilidade em festa gera indenização a cadeirante
Presos fazem manutenção em universidade
Dívidas junto ao governo poderão ser pagas pela internet
PMA multa de infrator por desmatamento ilegal
MS tem 2ª maior taxa transmissão da dengue
Usuário de drogas é assassinado na madrugada