Campo Grande •13 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo do estado - Campanha Transparência Governo

Da redação | Quarta, 21 de Setembro de 2016 - 18h10MS é o terceiro em solidez fiscal, segundo o Ranking de Competitividade 2016Grau de "solidez fiscal" indica a qualidade na gestão das contas públicas

(Foto: Divulgação)

Mato Grosso do Sul é o terceiro em solidez fiscal no Ranking de Competitividade 2016, segundo estudo realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Group, divulgado na última segunda-feira (19). Roraima é o primeiro, seguido do Pará.

O grau de “solidez fiscal” indica a qualidade na gestão das contas públicas, e avalia os estados com base em seis indicadores: capacidade de investimento; resultado nominal; solvência fiscal; sucesso da execução orçamentária; autonomia fiscal e resultado primário.

O Amapá foi o estado que mais evoluiu em relação ao ano anterior, passando de 26º colocado em 2015 para 4º em 2016. Outros estados também tiveram uma melhora significativa, como o Rio Grande do Norte, que subiu 19 posições, e Roraima, que avançou 12.

O Rio de Janeiro teve a maior queda (12 posições), seguido do Distrito Federal e Espírito Santo, que caíram nove posições.

Segundo o estudo, estados do Norte e Nordeste tendem a ter um desempenho superior a estados do Sul e Sudeste. Em 2016, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul não geraram resultados primários (relação entre gasto e arrecadação, em % do PIB estadual) tão significativos. Roraima, Amapá e Mato Grosso do Sul apresentaram resultados primários positivos e elevados, mostrou o levantamento.

Na categoria “potencial de mercado”, o estado mais bem posicionado foi São Paulo, bem à frente dos demais. Mato Grosso ocupou a segunda posição, seguido por Roraima. Rio Grande do Sul teve a maior queda, passando de 10º em 2015 para 24º colocado em 2016. Entretanto,  Acre e Tocantins tiveram significativos avanços, subindo 19 e 18 posições, respectivamente.

Este quesito considerou três indicadores: tamanho de mercado; taxa de crescimento; e crescimento potencial da força de trabalho. Em ambos os pilares, 14 estados, mais da maioria, perderam posições em comparação a 2015.

O ranking mostra que a forte desaceleração econômica causou impacto na classificação dos estados. Nos pilares “solidez fiscal” e “potencial de mercado”, os estados apresentaram mudanças significativas de posição em relação ao ano anterior.

Segundo o estudo, a queda na atividade econômica afetou os estados de forma heterogênea. Mato Grosso, por exemplo, apresentou crescimento do PIB de 3,41%, (média dos últimos cinco anos), taxa próxima dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com os melhores desempenhos. Vários estados, entretanto, tiveram desempenho ruim. Minas Gerais teve crescimento médio de somente 0,21% entre 2011 e 2015.

São Paulo, com um PIB menor do que apenas 15 países da OCDE, possui a força econômica de nações como a Suécia e a Polônia, diz o levantamento. Sua taxa de crescimento, no entanto, foi de 0,79%, em linha com a desaceleração da atividade econômica observada no País.

Veja Também
FlexPark tem 10 dias para esclarecer sobre aplicativo
Empresas envolvidas em corrupção serão impedidas de firmar contratos com o Governo
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 12h47Veja onde acontecem obras e serviços da CCR MSVia na BR-163/MS Obras poderão ser interrompidas em caso de chuvas
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 12h10Bosque dos Ipês recebe Mostra de Foto-Arte de artista renomada no Estado Nesta terça-feira, às 20h o público poderá vir ao vernissage e conhecer as telas de Lúcia Martins Coelho Barbosa
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 11h52TAC das Demarcações, uma década de descumprimento Desta forma, são privados dos serviços públicos como fornecimento de água e energia elétrica
IBGE estima queda de 9,2% na safra de cereais de 2018
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 09h33BC sinaliza que pode fazer novo corte na taxa básica de juros em fevereiro Expectativa de instituições financeiras é que essa taxa seja reduzida em 0,25 ponto percentual na próxima reunião do comitê,...
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 09h15Prefeitura deposita décimo terceiro dos servidores públicos nesta terça-feira Dinheiro poderá ser sacado amanhã, dia 13
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 07h48Fundesporte premiará os melhores do ano em evento na Capital Solenidade está marcada para às 19h30 no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, na Capital
Terça, 12 de Dezembro de 2017 - 07h30Calor predomina no Estado Capital tem mínima de 21ºC e máxima de 32ºC
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento