Menu
26 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Aquidauana e Anastácio

Móveis fabricados por detentos são doados para asilos e instituições

Asilo São Francisco foi contemplado com camas feitas com madeira apreendida

3 Jun2017Da redação19h31

Três instituições foram beneficiadas pelo Poder Judiciário de MS esta semana: o asilo São Francisco, o Estabelecimento Penal de Aquidauana (EPA) e a Delegacia de Polícia de Anastácio. 

Na quarta-feira (31), o juiz Luciano Pedro Beladelli acompanhou a entrega de seis camas ao asilo. O móveis foram produzidos por detentos, com madeira apreendida. Além das camas que beneficiarão os idosos, a apreensão possibilitou ainda a construção de mobiliário para o Estabelecimento Penal de Aquidauana (EPA) e uma mesa para a Delegacia de Anastácio.

De acordo com o juiz, a madeira foi apreendida em consequência de crime ambiental. “A lei prevê que madeira ilegal seja declarada perdida e não devolvida ao dono, por isso autorizamos a doação da madeira utilizada na fabricação dos móveis”, explica o juiz Luciano, titular da comarca de Anastácio.
 
Importante lembrar que as parcerias entre as instituições e a justiça são estabelecidas mediante a apresentação de projetos que mostrem a necessidade da doação, e os benefícios abrangem a sociedade. No caso do asilo, a proposta foi escrita por uma das professoras que atua no lar para os idosos e no presídio, a proposta foi elaborada pela direção do EPA. 
 
A presidente do asilo, Maristela Soares do Prado Leite, comemorou a doação e contou ao juiz que as camas não poderiam ter sido doadas em melhor momento, pois as do asilo estava muito velhas e não ofereciam mais tanta segurança para que as utilizava.
 
O diretor do EPA, Marco Aurélio Sales, contou que a madeira apreendida estava em Anastácio, sem qualquer utilização e ele enviou o projeto na expectativa de propiciar ocupação para os detentos, contribuindo para ressocialização, além de suprir a falta de mobiliário no presídio. Foram fabricadas mais quatro camas e uma mesa para o presídio.

Veja Também