Menu
24 de setembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Segov- Campanha Semana Nacional do Trânsito
Padrões

Mostra com mulheres pluz size clama por respeito

Fotografias destacam a beleza e sensualidade da mulher plus size com delicadeza

10 Mar2018Valdelice Bonifácio15h20
Exposição no Shopping Norte e Sul vai até 4 de abril (Foto: Marco Miatelo)
  • Laura Santos do Nascimento encarnou Frida Kahlo no ensaio fotográfico em exposição no shopping Norte e Sul
  • Exposição no Shopping Norte e Sul vai até 4 de abril (Foto: Marco Miatelo)
  • As fotógrafas Farid Fahed e Bruna Barbosa; mostra demandou muito diálogo e pesquisa (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)
  • (Foto: Simone Voar/Divulgação)

Uma exposição de fotografias de modelos plus size clama por respeito às diferenças e tem despertado reflexões. A mostra {NU} ANCE reúne 30 imagens que retratam a beleza e a sensualidade das mulheres com delicadeza. As fotografias estão expostas no shopping Norte Sul Plaza, em Campo Grande, onde podem ser apreciadas até 4 de abril, com entrada franca.

Seis mulheres posaram para as câmeras das fotógrafas Farid Fahed e Bruna Barbosa tendo a natureza como cenário. As imagens destacam a beleza plus size de diferentes maneiras levando em consideração o perfil de cada mulher fotografada.

Uma das modelos é a atendente Laura Santos do Nascimento, de 27 anos. Nas fotos, ela encarna a artista mexicana Frida Kahlo. “Falaram que eu lembrava a Frida e eu gostei da ideia”, relata. “Frida foi uma mulher empoderada na época dela, é um exemplo para todos nós”, acrescenta.

Essa é a primeira vez que Laura posa para um ensaio fotográfico. A jovem que hoje é segura da própria aparência nem sempre se aceitou. “A vida inteira eu escutei alguém dizer que para a mulher dar certo, ela tem que ser magra, então eu acreditava”, explica.

Em 2009, a jovem foi convidada para um ensaio fotográfico por uma agência de São Paulo. Na época, ela não aceitou. Porém, o fato serviu para que Laura se olhasse no espelho e passasse a se enxergar. “Eu descobri que eu era bonita sim, mas precisei que outros me dissessem”, relembra.

Laura não faz mais dietas para emagrecer. Está satisfeita com as medidas do seu corpo. Ela se ama e não se esconde. “Quando vou à praia ou piscinas, só uso biquíni e não maiô”, revela. “Hoje se alguém me disser, ‘Você tem um rosto tão bonito, porque não emagrece?’ Eu direi que sou bonita do jeito que eu sou. Para mim, gorda não é palavrão”, acrescenta.

Antes de iniciarem os ensaios, as fotógrafas Farid Fahed e Bruna Barbosa mergulharam no universo plus size. Foram várias reuniões e rodas de conversa até encontrarem a essência do trabalho. “Infelizmente, a gordofobia existe mesmo. Todos os dias, elas enfrentam preconceitos. Algumas não conseguem empregos. Outras entram em lojas e não encontram roupas para comprar. Então a exposição é uma oportunidade para protestar”, explica Farid.

A escolha de colocar a exposição em um shopping não foi ao acaso, pois as fotógrafas tinham em mente o desejo de confrontar os padrões vigentes na moda. Em algumas imagens, o protesto está à flor da pele das mulheres. Os pedidos de respeito estão escritos pelo corpo das modelos. Uma das frases pede: "Tire os seus padrões do meu corpo."

Conforme Bruna Barbosa, o próprio trabalho fotográfico foi planejado para ser respeitoso com a imagem das mulheres plus size, o que demandou pesquisas. “Queríamos que elas se vissem belas nas fotos”, explica. As modelos foram convidadas a participar da seleção das imagens antes que fossem expostas.

A mostra tem sido bem aceita pelo público. “Parabéns até que enfim deram espaço para mulheres pluz size”, disse uma frequentadora do shopping que parou por alguns minutos para apreciar os painéis.

Feliz com a recepção das pessoas, Farid Fahed relata que a ideia de fotografar pluz size surgiu após enquete feita por ela em uma rede social. Ela perguntou que tema as pessoas gostariam de ver retratado em uma série fotográfica, a maioria respondeu obesidade, o que a surpreendeu. “Já vi outras exposições tratando de sofrimento e doenças, mas não de beleza e sensualidade. Isso é algo que quase não se vê”, analisa.

O primeiro contato de Farid e Bruna foi com a ex-miss plus size Claryza Viveiros que apoiou o projeto e levou as fotógrafas a um grupo de mulheres que milita contra a ditadura dos padrões. O grupo tem uma página no Facebook, o Muvi Plus MS “Seu Mundo Real” onde procuram valorizar e inspirar umas às outras.

Uma vez apresentada às militantes da causa, começaram os debates que antecederam os ensaios.  Outras mulheres se somaram ao trabalho como maquiadores, estilistas, produtoras, dona de loja de moda plus entre outras, fundamentais para a mostra, segundo as fotógrafas.

O trabalho em conjunto garantiu fotos bem produzidas e sensíveis. Toda a equipe de trabalho, aliás, foi formada por mulheres, mas Farid afirma que não houve seleção neste sentido. “Aconteceu naturalmente.”

Serviço - A Exposição {NU} ANCE segue até 4 de abril na Praça de Eventos do shopping Norte Sul Plaza, que fica na Avenida Presidente Ernesto Geisel, 2300, em Campo Grande.

Veja Também