Campo Grande •18 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Da redação | Quinta, 9 de Fevereiro de 2017 - 20h00Moradora que instalou portão em condomínio terá que reconstruir muroObra foi realizada sem anuência dos demais condôminos

(Foto: Divulgação)

Uma moradora de condomínio residencial foi condenada a demolir um portão eletrônico que instalou sem autorização nos fundos do residencial. A proprietária do imóvel tem prazo de 30 dias para retirar o portão e reconstruir o muro do condomínio sob pena de multa diária no valor de R$ 200,00.

Alega o autor que se trata de um condomínio horizontal composto por 29 casas e que a ré é proprietária da unidade n° 29 e, não satisfeita em atravessar o condomínio para chegar em sua casa, decidiu quebrar uma parte do muro externo do condomínio e instalar um portão eletrônico para seu uso exclusivo. Afirma que a obra foi realizada sem anuência dos demais condôminos e, mesmo notificada extrajudicialmente para demolir a obra e restaurar o muro, a ré não o fez.

Em contestação, pede a moradora pela total improcedência da ação. No entanto, conforme analisou o juiz Renato Antonio de Liberali, titular da 11ª Vara Cível de Campo Grande,  a lei estabelece que é dever do condômino não alterar a fachada e as partes externas, além disso, a Convenção de Condomínio prevê que o morador “deve abster-se de modificar a área comum do condomínio, inclusive a fachada, podendo fazê-lo apenas com anuência dos demais condôminos em assembleia geral, o que não é o caso dos autos”.

Assim, destacou o juiz que “a construção do portão na fachada dos fundos do condomínio altera significativamente o conjunto arquitetônico do condomínio e vai contra todas as regras acima mencionadas”.

Desse modo, concluiu o magistrado, mesmo que a ré alegue que “todos os demais condôminos realizaram obras sem a devida autorização e em desacordo com as leis que regem determinado assunto, nada trouxe aos autos para provar suas alegações. Diante de tais considerações, outra saída não há se não a procedência dos pedidos com a devida demolição da obra construída irregularmente”.

Veja Também
Com pista duplicada, obra da rotatória de acesso ao Outlet entra em fase final
Em MS, representantes de 10 países vão planejar Wildfire 2019
Preconceito e desinformação dificultam combate ao alcoolismo
Previsão é de chuva para este domingo
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 - 16h37Mãe que está presa com bebê consegue HC Justiça concede habeas corpus a mulher que deu a luz logo após prisão
Sindicalistas protestam contra reforma previdenciária
MS pode receber venezuelanos
MS não teve casos de febre amarela
Prefeitura entrega obra de escola que estava parada
Hora de atrasar o relógio
Square notícia uci
Vídeos
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento