Menu
19 de janeiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mudanças

Missão na África muda visão de missionária

Luciene Feitosa agora dá palestras sobre como a sua vida pode ter um sentido totalmente novo

24 Out2018Gabriel Torres - Especial para o Diário Digital13h54
(Foto: Marco Miatelo)
  • Você vive ou apenas existe? Como aumentar o sentido da sua vida cuidando de alguém é o tema das palestras
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

“Você vive ou apenas existe?” essa é a pergunta que Luciene Feitosa carrega com ela após passar um ano sendo missionária em São Tomé e Príncipe, na África. Formada em Gestão de Marketing e Geografia, ela largou tudo para cumprir sua missão como voluntária na África. Algo que, para ela, abriu seus olhos.

Antes de viajar Luciene passou um ano se preparando para poder ter certeza de que era isso que queria fazer. Durante algum tempo ela teve certo receio de ir.

“Eu sempre quis ser missionária, mas a gente tem medo, né? Não sabemos qual o país, se fala português ou não, várias situações que deixa a gente insegura”

Depois de entrar em contato com o líder de missões ela ficou sabendo da possibilidade de ir para São Tomé e Principe, que era um projeto novo. No entanto, as situações lá eram bem complicadas. Era necessário que alimentação, estadia e os recursos para viver lá fossem retirados do próprio bolso.

E Luciene aceitou o desafio. “Sem problema, a gente vai. O que tiver de ser, será. Tudo vai acontecer no momento certo e na hora certa” ressaltou a missionária.

“Eu não tinha o dinheiro da passagem, mas fiz campanha na internet, vendia pão na rua, fiz vaquinha online, meus amigos doando. Então as pessoas começaram a me ajudar, mas mesmo assim eu não tinha dinheiro para me manter por um ano e nem comprar a passagem”

Mas com a ajuda da igreja que pagou a passagem dela e a manutenção por uns sete meses, pois alguns missionários também foram junto, o dinheiro arrecadado em todas as ações foi o suficiente para mantê-la no restante dos meses.

Ao chegar lá Luciene ficou impactada com o fato de aquelas pessoas fazerem tanto com tão pouco. “Lá o custo de vida é limitado. A maioria das pessoas não tem emprego, elas realmente vivem pela fé. [...] A pessoa vive do que ela planta”.

Algo que a marcou foi o fato de ela ganhar um ovo de galinha, que para algumas pessoas é algo banal, lá é algo de grande valor. “Um ovo custa R$ 2,00. Só um. Aí você vê, a pessoa te dar um ovo é porque você significou muito para ela. Você realmente fez a diferença na vida dela”.

E foi nesse momento que Luciene começou a ter uma visão diferente do que ela tinha antes. “Aí você passa a ver o sentido da tua vida em relação às outras pessoas. Às vezes a gente acha que não tá fazendo nada. Quê que custa eu ajudar alguém, dar alguma coisa? Mas aí você vê o quanto isso realmente significa para a pessoa”.

E é essa mensagem que ela busca trazer em suas palestras que têm acontecido pelo Brasil. Mostrar o sentido de vida para as pessoas e que para ajudar não é necessário sair do País. As vezes você pode ajudar alguém que esteja do seu lado: “você pode fazer a diferença onde você estiver. É só você ter a sensibilidade de olhar ao seu redor”, ressaltou Luciene. “Afinal, a gente tá aqui pra quê? Com um propósito de vida. Ninguém veio pra Terra pra fazer nada, né?”.

Com a palestra “Você vive ou apenas existe? Como aumentar o sentido da sua vida cuidando de alguém”, ela acredita que não vai conseguir mudar o mundo todo, mas “pelo menos mudar o mundo de alguém já é algo que dá pra fazer, né? Aos poucos a gente vai mudando” finalizou Luciene.

Veja Também

Clima Possibilidade de chuva em Campo Grande Temperatura deve chegar aos 29ºC
Governo prorroga por um ano Operação Acolhida a venezuelanos
Casa ou apartamento? Entenda as vantagens de cada um
Em Corumbá, agência combate transporte irregular de passageiros
Crescimento do mercado funerário é aposta para novos empreendedores
Procon recebe denúncias pelo WhatsApp
Agetran fará interdições na ponte da Rua Bom Sucesso e área central
Agendamento para castração de felinos será no dia 21 no CCZ
Técnicos de educação infantil aprovados em concurso são convocados
Vítimas de estupro, índias prestam depoimento com ajuda de intérpre de língua