Campo Grande •19 de Fevereiro de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Banner Governo do Estado - Campanha Dengue

Da redação | Segunda, 6 de Fevereiro de 2017 - 09h43Mato Grosso do Sul recebeu 89% de investimentos em pesquisas para o SUSAo todo, o Ministério da Saúde destinou mais de R$ 327 milhões para financiar estudos epidemiológicos, vetoriais e de vigilância em saúde em várias partes do país

Ministério da Saúde garantiu 89% dos recursos para pesquisas em saúde do Mato Grosso do Sul, nos últimos 15 anos. Os repasses foram feitos por meio do Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde (PPSUS). Em Mato Grosso do Sul, foram financiadas 112 pesquisas de 15 instituições do estado. Ao todo, foram destinados mais de R$ 3,39 milhões para subsidiar estudos epidemiológicos, vetoriais e de vigilância em saúde, por exemplo. Além do Mato Grosso do Sul, outros nove estados do país - Amapá, Acre, Tocantins, Sergipe, Alagoas, Roraima, Maranhão, Piauí e Espírito Santo - recebem grande parte de recursos do PPSUS, para o financiamento de pesquisas. 

Desde a sua criação, em 2002, até o ano passado, o programa investiu em 3.055 projetos ao custo total de R$ 327,6 milhões. O programa, que tem edições bianuais, previu na edição de 2015-2016 o valor de R$ 72,6 milhões de reais, sendo R$ 44,4 milhões do Ministério e R$ 28,2 milhões dos parceiros estaduais.

Esses recursos foram úteis ao financiamento de pesquisas importantes para a população brasileira. Um exemplo disso é o desenvolvimento de uma nova fórmula de medicamento para tratamento de doença de Chagas, diminuindo a quantidade necessária de comprimidos de três ao dia para apenas um. A pesquisa vem sendo desenvolvida na Universidade Federal de Pernambuco, no campus de Recife. Outro exemplo é a pesquisa com extrato de própolis para a cicatrização de lesões na pele causadas por leishmaniose, da Universidade Federal de Alagoas, que pode desenvolver produtos eficientes e de baixo custo. Os dois projetos estão em fase de estudos com seres humanos.

Presente em todo o Brasil, o PPSUS consegue, ao descentralizar o investimento em pesquisa, distribuir melhor os recursos de fomento, priorizar as demandas locais e beneficiar os pesquisadores e o desenvolvimento científico de todas as unidades federativas do Brasil. O avanço do programa contribui para a redução das desigualdades regionais e para a consolidação de uma cultura científica nacional.

O programa realiza, também, oficinas de prioridades nos estados para definir que linhas de pesquisa serão contempladas nos editais de fomento, para atender melhor às necessidades e aos problemas de saúde de cada estado. Está nessa etapa preliminar o andamento da edição 2015-2016 do programa. Vinte estados firmaram convênio com o CNPq para lançar seus editais. 

PPSUS - O Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS) é gerido de forma compartilhada entre o governo federal e estadual. O Ministério da Saúde é o coordenador nacional do programa. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é responsável pelo gerenciamento administrativo. Na esfera estadual, atuam em conjunto as Fundações de Amparo e/ou Apoio à Pesquisa (FAP), as Secretarias Estaduais de Saúde (SES) e as Secretarias Estaduais de Ciência e Tecnologia (SECT). 

Para receber recursos do programa, os projetos dos pesquisadores passam por três fases. Na primeira, o Ministério da Saúde, o CNPq, as fundações estaduais de apoio à pesquisa (FAP) e as Secretarias Estaduais de Saúde e de Ciência e Tecnologia (SES e SECT) firmam acordos de repasses, realizam oficinas para definição de prioridades de pesquisa e elaboram chamadas públicas por unidade federativa. Na segunda etapa, os projetos são avaliados e ocorrem as contratações. A terceira fase é de acompanhamento e avaliação das pesquisas.

Veja Também
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 17h50Plataforma brasileira permitirá diagnóstico sobre biodiversidade Sistema permitirá a elaboração do Diagnóstico Brasileiro sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 17h12Itália prende brasileiras por tráfico humano e prostituição Prisão ocorreu durante o cumprimento de um mandado emitido pela justiça brasileira em caráter internacional
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 16h05FGTS: Caixa Econômica funcionará em quatro sábados até julho Desde a divulgação do calendário de pagamento 1,4 milhão de trabalhadores foram atendidos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 15h49Militares do Iraque aparecem em vídeos de tortura em Mossul Vídeo cenas de homens de uniforme militares violentando pessoas e obrigando-as a imitarem animais
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 14h40Proibição de cobrança de bagagens ainda depende de votação na Câmara Anac diz que a previsão é que a cobrança das bagagens entre em vigor no dia 14 de março
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 11h48Caixa atende 356 mil Plantão para tirar dúvidas sobre saques
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 10h46Caminhonete bate em muro Motorista perdeu o controle do veículo e acabou colidindo
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 10h21Três motos em colisão Pelo menos quatro pessoas ficaram feridos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 09h43Reforma da Previdência Social em debate Representantes dos trabalhadores participarão do encontro com deputados
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 09h15Petição busca proteção para crianças Campanha pede fim da violência sexual contra crianças e adolescentes
Square Banner noticias - MS Gás
Vídeos
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento