Campo Grande •24 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da redação | Quinta, 12 de Janeiro de 2017 - 15h10Mais de 750 trabalham no tapa-buracos e limpeza, diz prefeituraMaior contingente, 403, está trabalhando nas escolas e ceinf, com capina e roçada

(Foto: Divulgação/Prefeitura da Capital)

O trabalho de tapa-buraco, limpeza de canteiros centrais das avenidas e pátios das escolas, centros de educação infantil e espaços de atendimento da assistência social nos bairros, está mobilizando um “exército” de  aproximadamente 755 trabalhadores, entre pessoal da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, da   Solurb e de outras empresas contratadas. O maior contingente, 403, está trabalhando nas escolas e ceinf, com capina e roçada, além da substituição de lâmpadas queimadas na parte externa.

De segunda a quarta-feira, o serviço foi feito em 20 escolas e, nesta quinta-feira, foi ampliado, abrangendo seis escolas e seis  centros de educação infantil.  Até o início do ano letivo, em fevereiro,  as equipes chegarão aos quase 200 estabelecimentos da Rede Municipal de Ensino. O mutirão da limpeza já passou por escolas municipais como a Irene Suzakala, no Jardim das Hortências; Ceinf José Carlos Lima (Moreninha IV); CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), do Guanandi e  CREAS ( Centro de Referência Especializado de Assistência Social), do Aero Rancho.

A limpeza do canteiro central e espaços públicos das avenidas Duque  de Caxias e Lúdio Coelho mobiliza 152 trabalhadores. Na Lúdio Coelho estão atuando 107 pessoas e, segundo o chefe da Divisão de Limpeza, Moacir Lima, serão pelo menos 30 dias de serviço para limpar os nove quilômetros da avenida, que começa na Duque de Caxias e vai até o anel rodoviário, depois do Jardim Tarumã. A vegetação está alta no canteiro central e toma conta de áreas de lazer, como a praça existente entre a avenida Roseira e a rua das Árvores. Avança também na  pista de caminhada.  Também vai se estender por várias semanas, o trabalho na Duque de Caxias, que  abrangerá desde o início da avenida (perto da Praça Newton Cavalcante) até  a entrada de  Indubrasil.

O tapa-buraco, que hoje tem 19 frentes de serviço, cada equipe tem pelo menos 10 trabalhadores.  Na região do Aero Rancho/Centenário, por exemplo, o serviço terminou na rua Lagoa Dourado e chegou no prolongamento, a Evelina Sterlingard,  principal via de acesso aos bairros Lageado, Parque do Sol e Dom Antônio Barbosa.

Veja Também
Debate sobre segurança servirá de base para política estadual
Capital terá observatório para mapear violência contra mulher
Programa ‘Casal Grávido’ realiza mais um curso no próximo sábado
Costelada vai ajudar 125 crianças carentes da Capital
Acusado define caso como uma 'brincadeira infeliz'
Sexta, 24 de Novembro de 2017 - 12h05CCR MSVia informa pontos da BR-163/MS com obras e serviços nas pistas Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Black Friday leva população a loucura
Sexta, 24 de Novembro de 2017 - 11h28Assaltante morre em confronto com a polícia após roubo Ao roubar utilitário, dupla ainda atirou contra muro da casa e blindex da vizinha
Indígenas voltam a bloquear a Perimetral Norte
Senar/MS certifica mais de mil pessoas em Três Lagoas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento