Menu
16 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Segov - Campanha Entregas
Dourados

Jovem assassinado foi atirado em poço ainda vivo

Crime ocorreu devido a ciúmes

14 Jun2019Byanca Santos - Especial para o Diário Digital17h50

Jovem de 20 foram foi preso e adolescente de 16 anos foi apreendido em Dourados por cometerem o assassinato de um jovem de 22 anos. O crime ocorreu devido a ciúmes e o corpo foi encontrado dentro de um poço, próximo a Reserva Indígena do município.

Segundo a polícia, a vítima possuía um relacionamento com a esposa do rapaz de 20 anos e no dia do assassinato, na companhia do adolescente, o rapaz conseguiu atrair a vítima até a casa dele.

No local, passaram a ingerir bebida alcoólica e logo em seguida a vítima foi agredida a pauladas, arrastado e atingido com pedradas na cabeça, antes de ser jogado ainda vivo dentro de um poço desativado na região da ‘Pedreira’.

Policiais civis foram acionados no início da tarde de ontem, após o corpo ser encontrado dentro de um poço desativado na região da Pedreira, próximo a Aldeia Jaguapiru, já no município de Itaporã. 

Em entrevista ao Dourados News, o delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais) Rodolfo Daltro contou que o crime foi combinado. “A vítima mantinha relacionamento com a atual namorada do rapaz, que, com ciúme, combinou com o menor de mata-lo. Eles convidaram a vítima para beber já com o intuito de matar”, disse o delegado.

Um líder indígena encontrou rastros de sangue enquanto passa perto do local, e ao encontrar o corpo os líderes indígenas procuraram e capturaram o adolescente na manhã de ontem, e o outro acusado nesta sexta, 14 de junho. 

O rapaz teria sido arrastado por aproximadamente 400 metros antes de ser jogado, ainda com vida, dentro do poço.

O jovem de 20 anos confirmou o motivo da ação e que não tinha a intenção de matar a vítima. “Não era pra matar, machucar só”, disse. “Ele ia para a fazenda com o menor, chegou lá em casa e bebemos”, afirmou, antes de alegar ter o agredido com pauladas.

O suspeito ainda contou que a vítima pediu para não ser jogada no poço. “Pediu pra não jogar, mas jogamos, ele estava todo machucado”, finalizou.

 

(Com informações do  Dourados News)

Veja Também

Governo autoriza obras de recuperação da Avenida Presidente Vargas
TRE-MS faz cadastramento biométrico em Aral Moreira
Obras da Ernesto Geisel vão acabar com alagamentos
Governo estuda cobrança de bagagem só para aéreas de baixo custo
Servidores recebem qualificação em curso para Central de Alvarás
Sabores do Pantanal serão destaque na Comitiva dos Chefs
Regional de Ponta Porã dobra atendimentos e número de cirurgias
Quatro salas de vacina funcionam neste fim de semana
UBS estrela do Sul é a primeira a receber 'SESAU itinerante'
Confira a escala médicas nas UPAs e CRSs neste sábado