Campo Grande •29 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Quarta, 19 de Outubro de 2016 - 14h38Lixo recolhido na Capital equivale a seis campos do “Morenão”Retiraram 35.758 mil metros cúbicos de lixo das sete regiões urbanas da Capital

A ação é fiscalizada por técnicos da própria Seintrha e estagiários de engenharia.
A ação é fiscalizada por técnicos da própria Seintrha e estagiários de engenharia. (Foto: Mário Bueno/Prefeitura de CG)

De janeiro ao dia 14 de outubro, a equipe de limpeza da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) retiraram 35.758 mil metros cúbicos de lixo das sete regiões urbanas de Campo Grande.

Esta quantidade equivale a seis campos de futebol que estivessem tomados por dois metros de altura de lixo. Para recolher esse montante de lixo foi necessário fazer mais de 2,5 mil viagens de caminhão. As ações de limpeza realizadas pela Seintrha se dividem em vários processos: capina/varrição, coleta manual, coleta mecânica, pintura de meio-fio, podas e remoções, roçada mecanizada, manutenção permanente.

O trabalho foi feito em varias ruas, além de praças, escolas e centros de educação infantil. A ação é para recolher galhos de árvores e entulhos. No entanto, o trabalho maior é para recolher restos de construções e outros detritos.

O campeão ainda continua sendo o sofá. Normalmente, em uma hora de recolhimento de lixo é possível encontrar de 20 a 25 sofás jogados nos amontoados que a prefeitura faz para recolher os lixos. E trabalho de limpeza visa à prevenção de doenças, como as que são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Ação impede o acúmulo de vasilhames e a formação de que possam servir de criador do inseto.

Por falta de conscientização dos riscos, a população vê o material amontoado nas vias e coloca lixo orgânico, restos de materiais de construção como vaso sanitário e tijolos, além de eletroeletrônicos e sofás. Muitas vezes, a equipe de limpeza tem que voltar várias vezes em um mesmo local que limpou e retornar o trabalho.

Alguns casos chamam a atenção da equipe, como o de uma região, onde foi feita a limpeza pela manhã e no período da tarde o mesmo local estava repleto de lixo.

Esse é o caso da Avenida Wilson Paes de Barros que liga o bairro Serradinho à Santa Emilia onde tinha mais de um quilômetro de lixo na avenida. Só desse local a foi retirado 100 caminhões lotados de lixo e infelizmente o local continua sendo utilizado como lixão.

Outros bairros críticos que a equipe limpa pela manhã e a tarde já esta sujo de novo são Aero Rancho, Guanandi, Vila Popular, Nova Campo Grande, Nova Lima, Columbia, Moreninha. A ação é fiscalizada por técnicos da própria Seintrha e estagiários de engenharia que fazem parte do programa “Construindo Oportunidades”.

Caso a população veja alguém jogando lixo em local indevido, deve entrar em contato pelos telefones 156 (Semadur), 153 Patrulha Ambiental da Guarda Municipal ou na Ouvidoria da Prefeitura pelo telefone 33144639. A pessoa receberá um número de protocolo, por meio do qual poderá acompanhar o andamento do processo. A pessoa notificada terá 30 dias para sanar os problemas, caso contrário deve arcar com multas que vão de R$ 1,8 mil a R$ 7,3 mil.

Veja Também
Reinaldo entrega nova iluminação do Estádio “Loucão” e anuncia mais 100 moradias para Maracaju
Prefeito anuncia volta dos bailes no CCI Vovó Ziza
Sábado, 29 de Abril de 2017 - 16h20Trump diz que Kim Jong-un desrespeitou China com novo lançamento de míssil Pyongyang fez às 5h30 (horário local, 17h30 de Brasília) um novo teste de um míssil balístico
Sábado, 29 de Abril de 2017 - 15h44Estado Islâmico assume autoria de atentado no centro de Bagdá Grupo terrorista informou sobre operação suicida contra xiitas no distrito de Karrada, no centro da capital iraquiana
Papa Francisco rejeita
Fim de semana e feriado: cinco unidades de saúde terão esquema especial de vacinação contra gripe
Dicas do Corpo de Bombeiros Militar para o feriado prolongado
Sábado, 29 de Abril de 2017 - 08h57É preciso falar sobre bullying, depressão e suicídio, alertam especialistas Estimativa é de que, atualmente, mais de 300 milhões de pessoas de todas as idades sofram com a doença no mundo
Sábado, 29 de Abril de 2017 - 08h01PM apreende traficante levando maconha em ônibus É a terceira apreensão em menos de uma semana pelas equipes do 2° Pelotão de Polícia Militar de Caarapó
Dia do Trabalhador: confira órgãos do Governo de MS que abrem e fecham neste feriado
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento