Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Processo eletrônico

Justiça Federal no MS totalmente informatizada

Sistema deve concluir 100% das subseções a partir do dia 21 de agosto

11 Ago2017Laureano Secundo09h54

No próximo dia 21 de agosto, todas as subseções da Justiça Federal da 3ª Região em Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Ponta Porã, Naviraí e Coxim estarão integradas ao Processo Judicial eletrônico (PJe). Isso significa que o sistema que permite a prática de todos os atos processuais de forma eletrônica passa, ao mesmo tempo. Uma das vantagens do PJe é a acessibilidade pois qualquer pessoa com acesso ao computador pode consultar um processo em que seja parte sem ter que se deslocar até a vara ou ao Tribunal. Os advogados podem ingressar com ações 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana ou feriados, onde quer que estejam, seja em casa ou no escritório.

O sistema foi implantado na Justiça Federal da 3ª Região – que compreende os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul – em agosto de 2015. Inicialmente foi disponibilizado apenas para os mandados de segurança ajuizados em duas varas da subseção de São Bernardo do Campo, o PJe foi se expandindo gradualmente.

No sistema virtual, os passos são automáticos, não havendo necessidade de ações burocráticas – como grampear, carimbar e fazer registros manuais. Com isso, ganha-se tempo e as ações e recursos chegam mais rapidamente aos magistrados para julgamento. Além disso, o PJe permite a melhor alocação dos recursos humanos, já que, como o sistema exige um menor número de servidores dedicados a tarefas burocráticas, mais funcionários podem se concentrar na análise jurídica dos processos. Com isso, será possível atingir o maior benefício do sistema: o aumento da celeridade no julgamento das causas.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso