Menu
20 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Operação Antivírus

Justiça libera cúpula do Detran e outros três presos

Apenas quatro pessoas continuam presas, mas esperam habeas corpus para hoje

30 Ago2017Valdelice Bonifácio13h01

Apenas quatro dos 12 presos na Operação Antivirus do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) continuam atrás das grades. Os demais obtiveram habeas corpus e estão em liberdade. Estão presos o ex-deptuado estadual Ary Rigo, José do Patrocínio Filho, Fernando Roger Daga e Anderson da Silva Campos, sócios e ex-sócio da empresa Pirâmide Informática. 

Contudo, os advogados devem apresentar o pedido de habeas corpus na tarde desta quarta-feira, 30 de agosto, e acreditam que conseguirão pois a Justiça já beneficiou os outros oito investigados.

A Operação investiga irregularidades em contratos firmados entre o Detran-MS e empresas privadas. Há suspeita de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e outros crimes.

Na terça-feira, quando a operação foi deflagrada estavam entre os presos o diretor-presidente do Detran Gerson Claro Dino, o diretor-adjunto Donizete Aparecido da Silva, o chefe de departamento Erico Mendonça, o Diretor de Administração e Finanças  Celso Braz de Oliveira Santos e o Diretor de Tecnologia Gerson Tomi. Todos obtiveram liberdade nesta quarta-feira.

Também foram presos Jonas Schimidt das Neves, sócio da empresa DIGITHOBRASIL, o secretário dele Claudinei Mastins Rômulo e Luiz Alberto de Oliveira Azevedo, servidor público estadual lotado na Secretaria de Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Eles também foram liberados.

Veja Também