Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Solidariedade

Jovem pede dinheiro para transplante de rim

Moça está fazendo 'vaquinha' pela internet; ela precisa de R$ 25 mil

30 Ago2017Valdelice Bonifácio14h00

A jovem Darlene Milani Cuella da Silva, de 24 anos está pedindo recursos na plataforma Vakinha Virtual para fazer um transplante de rim. A moça que era uma ativa estudante de Ciências Biológicas na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) viu sua vida paralisar ao mesmo tempo que seus rins deixaram de funcionar em  junho de 2016, fato para o qual os médicos não conseguiram  encontrar explicação.

Agora, ela está pedindo R$ 25 mil para garantir as despesas em São Paulo, onde será feita a cirurgia, tão logo seja chamada para um transplante. Até agora, foram doados R$ 965,00. “Estamos com muito esperança de que isso ocorrerá em breve. Ela estava em número 1.500 na fila do transplante e já caiu para 630”, relata a mãe da jovem Marlene Milani.

A mulher é professora na Rede Pública de Ensino de Campo Grande e não dispõe de dinheiro suficiente para bancar as despesas, uma vez que após o transplante a paciente precisará ficar cerca de três meses cumprindo o pós-operatório em São Paulo. Além disso, é preciso dispor do dinheiro para a passagem tão logo a jovem seja chamada para o transplante.

Desde que descobriu o problema, a moça se submete três vezes por semana à hemodiálise que é feita pelo SUS. Com a dura rotina de luta pela vida, ela deixou de estudar e trabalhar. Também deixou de ser a jovem feliz, ativa e bagunceira, segundo a mãe, e  ficou deprimida. “Ela só falava em morrer”, relembra.

Marlene fez os exames, mas descobriu que, por questões de saúde, não pode doar um dos rins para a filha, o que aumentou a angústia dela. Além da Vakinha Virtual, a mãe da jovem também está vendendo rifas de uma televisão para juntar dinheiro. “Temos que deixar bem claro que todo o dinheiro da doação vai ficar na conta até esse rim surgir. Se nos ligarem avisando, temos que correr lá, do contrário, ela volta para o final da fila”, explica.

A Vakinha a favor de Darlene pode ser acessada clicando aqui. Quem desejar contribuir de outras formas, deve entrar em contato com a mãe da jovem pelo  telefone (67) 9114-4989.

Veja Também