Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Congresso

IV Congresso Sul‐mato‐grossense de Ciências Criminais

Realização do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais, que se destaca como maior órgão de ciências criminais da América do Sul

10 Nov2016Da redação16h18
(Foto: Divulgação)
  • Participarão os Desembargadores Ruy Celso Barbosa Florence e Luiz Gonzaga Mendes Marques e ainda os Juízes José Henrique Kaster Franco e Carlos Alberto Garcete de Almeida
  • (Foto: Divulgação)

Acontece aqui na Capital, nos dias 10 e 11 de novembro, o IV Congresso Sul‐mato‐grossense de Ciências Criminais, iniciando‐se às 18:30 hs, no auditório da OAB/MS, sendo uma realização do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM, que se destaca como maior órgão de ciências criminais da América do Sul, e da Escola Superior de Advocacia ‐ ESA/OAB/MS.

Participarão os Desembargadores Ruy Celso Barbosa Florence e Luiz Gonzaga Mendes Marques e ainda os Juízes José Henrique Kaster Franco e Carlos Alberto Garcete de Almeida, que também é membro do Conselho Editorial do Boletim mensal do IBCCRIM.

São apoiadores do evento a Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul – AMAMSUL, a Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso do Sul – ESMAGIS, a Associação Juízes para Democracia – AJD, o Movimento Ministério Público Democrático – MPD, a Association Internationale de Droit Pénal – AIDP, com sede em Paris ‐ França, que além de ser órgão consultivo da Organização das Nações Unidas – ONU é a associação mais antiga do mundo que reúne especialistas em Direito Penal e uma das sociedades científicas mais antigas, pois criada em 1924, em prosseguimento da Union Internationale de Droit Pénal fundada em 1889.

Conta ainda esse evento com apoio do Grupo Brasileiro da Association Internationale de Droit Pénal – GBAIDP e Instituto Não Aceito Corrupção. A coordenação geral e científica do evento ficou a cargo do Coordenador Chefe do IBCCRIM da 5a Região/Estado de Mato Grosso do Sul que também é coordenador do Grupo Brasileiro da AIDP em nosso estado, o advogado Wilson Tavares de Lima.

A programação é a seguinte: Hoje 10/11/2016 19:00, inicia-se o painel com Aury Lopes Júnior, que é Doutor em Direito Processual Penal pela Universidad Complutense de Madrid (Espanha), Professor Titular no Programa de Pós‐Graduação, Mestrado e Doutorado em ‐ Ciências Criminais da PUC/RS e Advogado Criminalista, com o tema Prova penal e captura psíquica do Juiz.

Às 20:30 discorrerá Roberto Livianu, que é Promotor de Justiça em São Paulo (SP), Doutor em Direito pela USP e Presidente do Instituto Não Aceito Corrupção, com tema Desafios contemporâneos do controle da corrupção.

Amanhã, 11/11/2016, 19:00 hs, teremos André Augusto Salvador Bezerra, que é Juiz de Direito em São Paulo (SP), Presidente da Associação Juízes para a Democracia, Mestre e Doutorando pelo Programa de Pós‐Graduação Interdisciplinar em Humanidades, Direitos e outras legitimidades da USP, falando sobre o tema Meios de comunicação de massa e o endurecimento da jurisprudência: a propaganda em favor do Estado policial.

Às 20:30 hs, Luís Carlos Honório de Valois Coelho, ‐ Juiz de Direito titular da Vara de Execuções Penais de Manaus (AM), Mestre e Doutor em Criminologia e Direito Penal pela USP, Professor de Execução Penal na Escola Nacional de F. e A. de Magistrados – ENFAM e Membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária – CNPCP, tratará do tema O Direito Penal na guerra contra as drogas.

Inscrições: IV Congresso sul-mato-grossense de ciências criminais

Veja Também

Lei que dá desconto no IPTU a quem instalar câmeras é promulgada
Parque da Capital é fiscalizado após denúncia popular
Canditados já podem conferir se tiveram ou não isenção no Enem
Em Três Lagoas, artesãos serão cadastrados e receberão carteirinha
OAB-MS acionará CNJ contra obrigação de digitalizar processos
Vale Universidade Indígena convoca pré-habilitados para nova etapa
Governo premiará servidores que desenvolvem boas práticas no serviço público
Economia Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado Valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o microempreendedor individual
Moringa pode purificar a água e ainda combater a desnutrição pelo mundo
Secretário fala de ações do Estado para reforçar a segurança na fronteira