Menu
23 de janeiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Segov - IPVA
Nacional

Investigação da morte de Marielle está perto de um desfecho, diz governador

'Talvez isso aconteça até o final desse mês', afirmou Wilson Witzel

12 Jan2019Agência Brasil16h50

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse hoje (12) que as investigações dos homicídios da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e do seu motorista Anderson Gomes, estão próximas de um desfecho. Ambos assassinados em 14 de março de 2018, na região central do Rio, quando o carro em que estavam foi alvejado por criminosos. "Talvez isso aconteça até o final desse mês", afirmou.

O governador ressaltou, no entanto, que não tem conhecimento de quem são as pessoas envolvidas. “Não tenho atribuição legal para olhar os autos, que estão sob sigilo".

Witzel falou das investigações sobre a morte de Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, durante entrevista à imprensa para explicar os ajustes na administração prisional e na área de segurança pública fluminense.

Entre os ajustes, estão a nomeação do coronel da Polícia Militar, Alexandre Azevedo de Jesus, para o comando da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) e a extinção da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública.

O coronel Azevedo substitui André Caffaro de Andrade, que pediu exoneração 11 dias após a posse. André seria o primeiro servidor público de carreira da Seap a assumir o comando da secretaria, confirmando promessa de campanha de Witzel.

"O André é meu amigo. Ele estava muito motivado. Infelizmente, esta semana ele teve um problema pessoal que eu não posso aqui mencionar. Isso afetou muito a vida dele", disse o governador. De acordo com Witzel, André continuará auxiliando a gestão da secretaria na medida de suas possibilidades.

Sobre a extinção  da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública, anunciada apenas 11 dias após a sua criação. O governador explicou que a estrutura era prevista para durar seis meses e promover uma transição até que as novas secretarias da Polícia Militar e da Polícia Civil absorvessem todas as funções que eram desempenhadas pela extinta Secretaria de Estado de Segurança Pública (Seseg).

Veja Também

Em MS Pistas da BR-163/MS têm obras e serviços da CCR MSVia Todos os locais estão sinalizados. Em caso de chuvas, as obras serão suspensas
PM apreende mais de uma tonelada de drogas e recupera 37 veículos
Governo estuda regularizar permanência de médicos cubanos no Brasil
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 38 milhões
Pagamento à vista ou primeira parcela vencem dia 31 de janeiro
Clima Calorão em Campo Grande Pancadas de chuva podem ocorrer durante a tarde
Governo cria secretaria para desburocratizar a vida do cidadão
TJ empossa nova desembargadora nesta quarta-feira
Especialistas veem com cautela limite de mensagens no WhatsApp
TJMS terá horário de funcionamento invertido nesta quarta