Campo Grande • 05 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital | segunda, 19 de setembro de 2016 - 18h20INSS convoca 1.047 segurados para revisar benefícios em MSPessoas com até 39 anos estão sendo convocados por carta e tem cinco dias para fazer agendamento

  
De acordo com o chefe dos beneficiários, Raimundo Ruis, pessoas acima de 60 anos não serão convocados (Foto: Roberto Okamura)
  • De acordo com o chefe dos beneficiários, Raimundo Ruis, pessoas acima de 60 anos não serão convocados

Dos 23.054 segurados do INSS de Mato Grosso do Sul por auxílio doença ou aposentadoria por invalidez, 1.047 pessoas com até 39 anos estão sendo convocados, por carta, para fazerem a revisão do benefício, conforme decisão do governo federal.

De acordo com números repassados durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, 19 de setembro, em Campo Grande, 382 pessoas devem ser convocadas para a perícia e 540 em Dourados, neste primeiro lote.

Assim que o segurado receber a carta convocação, terá cinco dias para realizar o agendamento da nova perícia. Caso não compareça na data do agendamento, terá imediatamente o beneficio suspenso.  A reativação poderá ser feita mediante o comparecimento do beneficiário e de um novo agendamento.

De acordo com o chefe dos beneficiários, Raimundo Ruis, pessoas acima de 60 anos e que têm aposentadoria por invalidez, não serão convocados, pois já estão com os direitos adquiridos pela atual legislação.

Aqueles que receberem a carta não precisam comparecer à agência para realizar o agendamento da nova pericia, ele deve marcar através da central pelo número 135 ou pelo site www.previdencia.gov.br.

Na sexta-feira, dia 16, cerca de 60 cartas já foram encaminhadas. A chefe dos peritos da Capital Daniela Barbosa, diz que dos 58 peritos que Campo Grande tem, 39 deles fizeram a adesão para atender a demanda de atendimento das pessoas convocadas.

Nacional - Conforme o INSS, ao todo serão convocados, em todo País, 530 mil beneficiários com auxílio-doença. Outros 1,1 milhão de aposentados por invalidez com idade inferior a 60 anos também passarão pela avaliação. 

O INSS trabalha com uma possibilidade de reversão entre 15% e 20% para os benefícios de auxílio-doença. Caso esse número se confirme, a economia para os cofres pode chegar a R$ 126 milhões/mês. O valor médio desses benefícios é de R$ 1.193,73.

(Com informações do Portal da Previdência)

 

Veja Também
HU-UFGD alerta para novo golpe contra pacientes e familiares
Condenada, Elize Matsunaga pode ir para o semiaberto em 2018
Raio atinge avião de Xuxa que faz pouso de emergência
MP do Brasil atuará na investigação do acidente da Chapecoense
Judiciário de MS terá expediente normal no dia 8 de dezembro
Empregados em lotéricas receberão piso de R$ 1.012,00
Acadêmicos doam 2,5 mil fraldas para Santa Casa
segunda, 05 de dezembro de 2016 - 12h05CCR MSVia informa obras e serviços de melhoria na BR-163/MS Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
segunda, 05 de dezembro de 2016 - 11h47Ipea: país também precisa de reformas microeconômicas Reformas fiscais e redução da taxa de juros não são suficientes para retomada consistente do crescimento da economia, segundo Ipea
segunda, 05 de dezembro de 2016 - 11h29PF faz buscas na casa de ministro do TCU e de ex-presidente da Câmara Operação Deflexão cumpre nove mandados expedidos pelo ministro Teori Zavascki
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento