Campo Grande •27 de Março de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Aguas - Campanha Março

Valdelice Bonifácio | Quarta, 21 de Setembro de 2016 - 07h18Inédito em MS, laboratório em hospital estudará o lutoOutra iniciativa é o grupo de autoajuda para pessoas que perderam entes queridos

  
Edilson dos Reis explica que laboratório surge diante de um vazio nas academias para tratar e pesquisar o luto (Foto: Roberto Okamura)
  • Edilson dos Reis explica que laboratório surge diante de um vazio nas academias para tratar e pesquisar o luto
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)

Mato Grosso do Sul terá em breve um Laboratório de Estudo e Pesquisa do Luto. O órgão vai funcionar dentro do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande. O projeto é assinado pelo professor em Bioética da Universidade Federal (UFMS) e capelão no hospital Edilson dos Reis. "O laboratório surge diante de um vazio nas academias para tratar e pesquisar esse tema envolto de tabus e mitos", explica.

Reis observa que não existem debates e nem linhas de pesquisa sobre o processo de dor e sofrimento causado pela morte de pessoas queridas. Professores da UFMS e acadêmicos ficarão encarregados de entrevistar pessoas na fase de luto. O objetivo da experiência é acumular informações sobre o tema, e assim encontrar meios de tornar o processo menos doloroso e minimizar as possibilidades de depressão, por exemplo.

"Ouvir relatos de viúvos que perderam os cônjuges e de famílias que perdem os filhos em tragédias, como em acidentes ou suicídio fará parte deste estudo", exemplifica o professor. Os resultados das pesquisas serão publicados, ficando à disposição de pessoas interessadas no tema.

O projeto prevê ainda uma iniciativa paralela que é o grupo de autoajuda a pessoas que estão passando pelo luto. A ideia é inspirada nos narcóticos e alcoólicos anônimos e outros trabalhos similares que reúnem pessoas para falarem sobre o que estão sentindo.

Os encontros serão mediados por acadêmicos da UFMS dos cursos de Medicina, Enfermagem e Psicologia que passarão por processo de seleção e depois serão  devidamente capacitados para a função.

A previsão é de que as reuniões ocorram, no próprio hospital, todos os sábados, das 14h às 16h. "O que queremos é acolher as pessoas e ouví-las proporcionando uma libertação emocional. Falar sobre a dor é fundamental", enfatiza Reis.

O trabalho em grupo terá 12 passos fundamentais. "O primeiro é explicar às pessoas que somos todos impotentes diante de morte", antecipa. "Além disso temos que trabalhar a libertação da culpa em alguns casos. Já em relação às famílias que perderam entes queridos para a criminalidade, vamos frisar  a importância do perdão", acrescenta.

Reis é teólogo por formação, mas garante que o trabalho não  tem cunho religioso e sim técnico-científico. Portanto, pessoas de qualquer religiosidade ou até quem não professa fé alguma pode participar.

Tanto o laboratório quanto o grupo ainda não têm data para iniciar os trabalhos, mas é certo que será ainda neste ano de 2016. Também neste ano, no mês de novembro, será realizado o 1• Seminário Sul-Mato-Grossense de Enfrentamento ao Luto, possivelmente, na Universidade Federal.

Mais informações podem ser obtidas na capelania do Hospital Universitário pelo telefone: 3045-3074.

Veja Também
Prefeito atendimento da UPA Vila Almeirada neste domingo
Domingo, 26 de Março de 2017 - 16h20Trump culpa radicais republicanos por fracasso de reforma da saúde Proposta dos republicanos também retirava recursos da Planned Parenthood
Domingo, 26 de Março de 2017 - 15h43Indígenas venezuelanos em Manaus voltarão a seu país de origem em abril Ônibus vão levar os indígenas venezuelanos até o município roraimaense de Pacaraima
Rede Solidária já atende 420 crianças e qualifica 185 pessoas no Jardim Noroeste em 30 dias
Domingo, 26 de Março de 2017 - 14h59Rede de Saberes promove I Seminário de Mulheres Indígenas em MS Evento é aberto para mulheres indígenas e não indígenas
Domingo, 26 de Março de 2017 - 14h30Mostra apresenta bordados de artesãs de Minas Gerais Seedif dará início a uma caravana para atender artesãos de regiões mineiras
Domingo, 26 de Março de 2017 - 14h06Prazo para declaração de equídeos termina no dia 31 de março atualização do cadastro de animais é importante também para o desenvolvimento de estratégias sanitárias
Domingo, 26 de Março de 2017 - 13h47Curso gratuito de documentário vai produzir obras para comemorar os 40 anos de MS Teoria será apresentada a potencialidade dos chamados “materiais de arquivo”
Uems e UFGD abrem exposição fotográfica
Domingo, 26 de Março de 2017 - 11h38Ministra britânica pede acesso ao Whatsapp para combater terrorismo Ministra considerou como "inaceitável" serviço de mensagem que ofereça um sistema criptografado
Square Banner Sicredi
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento