Campo Grande •19 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Da Agência Brasil | Quarta, 23 de Agosto de 2017 - 12h06Indústria de árvores plantadas ajuda a reduzir efeito estufa, mostra relatórioPlantio de árvores absorve gás carbônico (CO2), que é um dos gases de efeito estufa, e libera oxigênio (O2), essencial para vida humana

A indústria de árvores plantadas no país pode trazer vantagens para o meio ambiente, principalmente no combate ao aumento da concentração de gases de feito estufa na atmosfera, mostra relatório divulgado hoje (23) pela Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

As árvores plantadas demoram sete anos para serem colhidas, mas o modelo de produção das indústrias permite que todos os anos parte delas seja colhida. A sequência de plantações promove um estoque de carbono, que é removido da atmosfera, equivalente a 200 toneladas por hectare. “A floresta é um reciclador natural do carbono”, disse Fábio Marques, consultor do Ibá.

O plantio de árvores absorve o gás carbônico (CO2), que é um dos gases de efeito estufa, e libera oxigênio (O2), essencial para a vida humana. Fábio explica que a necessidade de redução dos produtos de base fóssil no mundo vai aumentar a demanda por energias renováveis nos próximos anos.

De acordo com ele, uma das formas de evitar a emissão de gases provenientes do produto fóssil é a substituição por biomassa florestal, como fonte de energia. A celulose também pode ser usada no lugar de polímeros, de origem fóssil. “É necessário pensar em mecanismos capazes de estimular a demanda sustentável, como o aumento de estoques de carbono em áreas de restauração, como plantações em um pasto abandonado”, disse.

Relatório

O relatório do Ibá revela que as florestas plantadas no Brasil ocupavam 7,84 milhões de hectares em 2016, equivalente a 0,5% de crescimento em relação a 2015. Essas áreas representam menos de 1% do território nacional, sendo que 90% da madeira são usados para fins produtivos.

As árvores resultam em papel, painéis de madeira, celulose, piso laminado, carvão vegetal, entre outros. O setor acumulou receita bruta de R$ 71 bilhões em 2016, respondendo por 6,2% do Produto Interno Bruto (PIB) industrial. Foram gerados 3,7 milhões de empregos direitos e indiretos.

A maior parte das árvores é de eucaliptos, que ocupam 5,7 milhões de hectares. Os principais estados produtores são Minas Gerais (24%), São Paulo (17%) e Mato Grosso do Sul (15%). Outra espécie de árvore, pinus, ocupa 1,6 milhão de hectares, sendo 42% no Paraná e 34% em Santa Catarina.

Segundo Elizabeth de Carvalhaes, presidente da Ibá, o Brasil é o maior produtor de celulose de fibra curta de eucalipto do mundo, devido ao alto grau de desenvolvimento da genética arbórea no país. “As árvores plantadas no Brasil têm a maior produtividade do mundo, de 36 metros cúbicos de madeira por hectare ao ano”, disse a presidente.

Veja Também
Procon recolhe 197 produtos em estabelecimento comercial
Janeiro Roxo conscientiza a população sobre a hanseníase
205 redações do Enem desrespeitam direitos humanos
Agesul libera desvio e restabelece o tráfego na rodovia MS-338
Corumbá já registrou 68 casos de conjuntivite neste ano
Divulgada resolução que orienta sobre inscrições no Vale Universidade
3º Pré-Carnaval do Valu será neste sábado com entrada franca
MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23
Em 17 dias, 24 mil buracos foram tapados na Capital, diz prefeitura
Agesul libera desvio e restabelece o tráfego na MS-338
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento