Menu
16 de agosto de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner 2 SEGOV - Campanha Hepatite
Saúde

Hospital de Dourados volta a realizar cirurgias

Primeiras cirurgias eletivas foram de urologia; outros procedimentos já estão agendados

14 Jun2018Da redação19h11

 O Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados voltou a operar os pacientes nessa quarta-feira (13.6). As primeiras duas cirurgias eletivas foram de urologia .

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Coimbra, visitou o hospital para acompanhar o retorno dos trabalhos. “É uma importante ação de regionalização. Agora os procedimentos que antes precisavam ser encaminhados para outras localidades, poderão ser feitos aqui. É um grande avanço”, disse.

Outras cirurgias já estão agendadas para os próximos dias, em diversas especialidades. Em 23 de abril a unidade reabriu a agenda para atendimentos. As consultas tiveram início no dia 8 de maio e até esta quinta-feira (14.6) foram mais de 100.

O hospital foi entregue à população pelo Governo do Estado em 2015, com o objetivo específico de realizar demandas de média e baixa complexidade, o que não é feito no município. “Estamos lá para atender a essas demandas específicas, de baixa e média complexidade”, explica a superintendente geral de Atenção à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, Mariana Croda.

Fortificando a regionalização da saúde em Mato Grosso do Sul, o Hospital de Cirurgias Eletivas irá atender 34 municípios da região, com investimento estadual de R$ 600 mil, além de R$ 1,2 milhão aplicado em equipamentos.

Com 27 leitos se tornará referência em eletivas no Estado, com capacidade para realizar 220 cirurgias mensais, nas especialidades de cirurgia geral, ortopedia, ginecologia, otorrinolaringologia, urologia, vascular e oftalmologia.

O hospital é gerenciado pela Organização Social GAMP (Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública) que venceu a licitação aberta pelo Governo do Estado em 2017. A GAMP atua desde 2006 na prestação de serviços junto a governos municipais e estaduais em várias regiões do Brasil, realizando a administração de equipamentos de saúde e recursos públicos.

Veja Também

Réu pega 18 anos, mas não vai pra cadeia
Projeto cria programa para reduzir amputações decorrentes de diabetes
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento a quatro municípios no sábado
Estação Peg-Fácil da Rua 14 de Julho continua em funcionamento
Projeto autoriza MP a investigar abusos cometidos por policiais
TRF3 manda recadastrar e distribuir cestas a indígenas de MS
Balança inteligente traça perfil de saúde
Quase 90% das crianças está sem vacina
MP recomenda que Nova Alvorada implemente Projeto Família Acolhedora
Aplicativo avisa pais sobre falta dos alunos