Menu
23 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Saúde

Hospital de Campo Grande passa a realizar transplantes renais

Unidade é a primeira da rede privada em MS a contar com serviço

10 Jan2020Da redação18h23

O Ministério da Saúde autorizou recentemente o Hospital Unimed Campo Grande a realizar transplantes renais. A unidade já fazia a captação de orgãos e agora é o único da rede privada que pode também fazer o procedimento.

Atualmente, existem 141 pacientes na lista de espera por um transplante de rim em Mato Grosso do Sul. Em 2019, foram realizados 22 transplantes e a expectativa é que com o credenciamento do Hospital Unimed CG esse número aumente consideravelmente, já que o hospital possui infraestrutura de ponta e uma equipe especializada e totalmente preparada para realizar os transplantes renais.

A médica nefrologista, especialista em transplantes, Rafaella Campanholo Grandinete explica que para dar início aos transplantes o Hospital está criando sua lista própria. “As listas de transplantes são ligadas a equipes de cada instituição credenciada. Antes a lista era ligada apenas à Santa Casa, já que esse era o único hospital do Estado credenciado para o serviço, e a partir de agora, os pacientes Unimed Campo Grande estarão vinculados ao nosso hospital”.

Rafaella explica também que para ser transplantado, existem alguns critérios a serem seguidos. “Existem critérios definidos pela legislação para que uma pessoa possa receber um rim. Dentre eles, é que o paciente acima de 18 anos faça diálise e que passe por uma avaliação clínica, pois nem todos os pacientes em diálise têm condições para passar pelo transplante. Existem algumas contraindicações absolutas para a realização do procedimento, por exemplo, paciente com câncer, doença neurológica ou psiquiátrica grave não tratável, problemas pulmonares ou de coração graves que não tenha tratamento, entre outras”, destaca.

Para fazer parte da lista de transplante renal, o paciente portador de alguma doença renal crônica ou dialítico precisa passar pelo médico nefrologista, que é quem vai dizer se ele tem condições ou não de passar pelo transplante, e se essa é a alternativa mais adequada para ele. Se o transplante for indicado para o paciente, o próprio nefrologista pode incluir o paciente na lista de transplantes de Mato Grosso do Sul.

Informações da Assessoria

Veja Também

Ação reduz turvamento das águas dos rios após chuvas em Bonito
Agetran divulga pontos de interdição em vias de Campo Grande
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta quinta-feira
Saúde convoca hospitais privados para orientar sobre dengue
Consumo das famílias registra aumento
Mãe que aguardou meses a liberação do corpo da filha será indenizada
Hemosul entra em estado de emergência e convoca doadores
CCZ promove primeira feira de adoção de cães e gatos
Ensino médio integrado está com matrículas abertas em 17 cidades MS
Temperatura máxima de 26°C