Menu
21 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Hospital Cassems realiza primeira cirurgia por telemedicina do MS

Cirurgia será acompanhada por profissionais de saúde

25 Nov201616h48

A cirurgia bariátrica que será realizada neste sábado (26), às 7 horas, no Hospital Cassems de Campo Grande, seria mais um procedimento comum desde a sua inauguração se não fosse por um detalhe: a cirurgia será acompanhada por profissionais de saúde que estão participando do “II Jornada Multidisciplinar de Cirurgia Bariátrica e Metabólica”.

Telemedicina trata do uso das modernas tecnologias de informação e telecomunicações para o fornecimento de informação e atenção médica à pacientes e outros profissionais de saúde localizados à distância.

De acordo com o presidente da Cassems, Ricardo Ayache, a cirurgia por videoconferência é uma das tecnologias da telemedicina, novo campo da medicina que pretende auxiliar médicos no atendimento à saúde com informações transmitidas por de meios de telecomunicação como cabos, fibras óticas, satélites e Internet. 

“A telemedicina é uma ferramenta importante que vai transpor as barreiras, inclusive geográficas, e vai melhorar a assistência à saúde, o acesso à informação e também para a educação médica, permitindo maior interação e dinamismo aos alunos”, explica.

Os médicos especializados em cirurgia do aparelho digestivo, James Camara e Carlos Aurelio Schíavon, vão realizar a cirurgia. "A demonstração tem o potencial de interatividade, permitindo que os profissionais da saúde que assistirão à cirurgia também possam discutir com a equipe durante o procedimento”, explicou Camara.

O Hospital Cassems de Campo Grande possui tecnologia de ponta, com a incorporação da mais moderna infraestrutura lógica e a utilização de fibra ótica em todos os ambientes. A sala cirúrgica de telemedicina é uma tecnologia inédita no Estado e está alinhada com os grandes hospitais do Brasil e do mundo, onde o procedimento cirúrgico é exibido em duas telas de 50 polegadas, sendo que uma delas pode ser usada para exibição de exames de imagem, além de possibilitar um sistema de comunicação entre a equipe médica. Todo o sistema da sala cirúrgica de telemedicina é controlado por meio de tablets. Num futuro breve, a maioria dos exames médicos, prescrições e evoluções clínicas ocorrerão da beira do leito para uma nuvem, possibilitando assim, o monitoramento dos pacientes em tempo real.

Veja Também

Terceira agência digital do País é inaugurada
Projeto proíbe exibição de animais silvestres em zoológicos, aquários e parques
Manutenção do Parque das Nações será feita com veículo elétrico
Prefeitura abre inscrições para desfile cívico de 26 de Agosto
Arraial do Banho de São João começa nesta quinta em Corumbá
Helicóptero da PM transporta peão a Santa Casa
Campo Grande receberá próxima etapa da Copa Truck
Após reportagem, indígenas de Dourados recebem cobertores
Governo divulga nota de pesar pela morte de ex-presidente da Agepen
Trânsito CCR MSVia prossegue com obras na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas