Campo Grande •19 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Da redação | Terça, 12 de Setembro de 2017 - 20h21Homem que se passava por instalador de câmeras para roubar é condenadoRéu foi condenado a 3 anos, 2 meses e 15 dias de reclusão, além de 50 dias-multa

(Foto: Divulgação)

O  juiz titular da 2ª Vara Criminal de Campo Grande, Olivar Augusto Roberti Coneglian, condenou um homem a 3 anos, 2 meses e 15 dias de reclusão, além de 50 dias-multa, pela prática de furto qualificado pelo abuso de confiança e mediante fraude à residência de uma de suas várias vítimas.

O condenado é acusado de ter praticado diversos furtos na Capital agindo sempre da mesma forma. Ao se passar por instalador de câmeras de segurança ou de TV a cabo, ele adentrava nas residências e entregava para quem o recebia um pedaço de fio, solicitando que levasse este até o andar superior a fim de realizar testes no equipamento que supostamente instalaria. Enquanto ficava sozinho no andar debaixo, o réu subtraía o máximo de objetos possíveis e evadia-se do local.

Foi exatamente desta forma que ele procedeu na manhã do dia 18 de março de 2013, ao furtar uma residência no Jardim São Lourenço, onde se encontrava apenas a funcionária doméstica da família. Posteriormente, no entanto, reportagens televisivas noticiaram seu modo de operação e sua captura. Assim, o dono da casa levou a funcionária até a delegacia, onde esta reconheceu o acusado.

O reconhecimento, aliado aos testemunhos colhidos no processo, à confissão do próprio acusado e ao fato de parte dos objetos furtados terem sido encontrados onde ele morava, foram considerados o suficiente para afastar as teses da defesa e formar o convencimento do magistrado quanto à autoria do crime.

Como o réu já possuía mais de 10 sentenças criminais em seu desfavor, foi tido por multireincidente e possuidor de maus antecedentes, de forma que sua pena base foi aumentada para 3 anos, 2 meses e 15 dias de reclusão, além da fixação de 50 dias-multa, sendo determinado o regime fechado para cumprimento, tudo somente em relação a apenas este furto.

Veja Também
Procon recolhe 197 produtos em estabelecimento comercial
Janeiro Roxo conscientiza a população sobre a hanseníase
205 redações do Enem desrespeitam direitos humanos
Agesul libera desvio e restabelece o tráfego na rodovia MS-338
Corumbá já registrou 68 casos de conjuntivite neste ano
Divulgada resolução que orienta sobre inscrições no Vale Universidade
3º Pré-Carnaval do Valu será neste sábado com entrada franca
MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23
Em 17 dias, 24 mil buracos foram tapados na Capital, diz prefeitura
Agesul libera desvio e restabelece o tráfego na MS-338
Square notícia uci
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento