Campo Grande •22 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Governo - Refis

Da redação | Quarta, 21 de Setembro de 2016 - 17h29Homem que matou a ex-esposa pega 16 anos de prisãoApós o crime, réu passou 16 anos foragido e foi julgado e condenado nesta quarta-feira

Em julgamento realizado hoje (21), na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o réu Josuel Aparecido da Silva foi condenado à pena de 16 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado. Ele é acusado de matar a ex-esposa em 1999. Depois do crime, ele passou 16 anos foragido.

Segundo a acusação, o denunciado e a vítima estavam separados, sendo que no dia do fato o réu compareceu na residência da ex-esposa, no bairro Coophatrabalho, com a intenção de reatar o relacionamento, oportunidade que a convidou para passear e conversar um pouco. Após a conversa, vítima e acusado retornaram até a residência, onde a mulher junto com o filho adentraram ao portão, mas o acusado ali permaneceu.

Ainda conforme a denúncia, enquanto a vítima caminhava para o fundo da residência, o denunciado sacou o revólver, efetuou os disparos e logo em seguida fugiu.

O Ministério Público ressaltou que o réu agiu por motivo torpe, porque a ex-companheira não quis reatar o relacionamento, sendo que ele não aceitava a separação, bem como usou de recurso que dificultou a defesa dela, pois dissimulou o propósito de homicida, convidando-a para irem conversar e depois atingiu-a pelas costas quando esta adentrava na residência.

Durante a sessão de julgamento, a acusação requereu a condenação conforme os termos da pronúncia, com o reconhecimento da reincidência. A defesa sustentou as teses de absolvição por clemência e exclusão das qualificadoras.

Reunido em sala secreta, o Conselho de Sentença condenou o réu por homicídio qualificado, nos termos da pronúncia. O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, fixou em definitivo a pena-base do réu J.A. da S. em 16 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado.

Veja Também
No 1º Júri da história de Figueirão, réu é condenado por homicídio
Anatel registra queda nas reclamações contra empresas de telecomunicação
Inscrições para residência médica do HU-UFGD encerram-se sexta-feira
Submarino desaparecido está em fase
Carreta da Justiça realiza 1º Júri da história da comarca de Figueirão
Parada LGBT será realizada neste sábado na Capital
Quarta, 22 de Novembro de 2017 - 12h54Atenção motoristas: BR-163/MS passa por obras da CCR MSVia Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Mega-Sena acumulada pode pagar prêmio de R$ 50 milhões nesta quarta
Programa Saúde do Homem e da Mulher Rural do Senar chega a Figueirão
Governo rescinde contrato com empresa que iniciou Aquário do Pantanal
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento