Menu
20 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Greve

Enfermagem da Santa Casa paralisa atividades

A partir de hoje 70% da categoria cruza os braços e suspender o atendimento

11 Set2017Laureano Secundo07h49

Como os salários referente à folha de agosto não foi pago e de acordo com o hospital, não há previsão quanto ao pagamento os profissionais da enfermagem da Santa Casa de Campo Grande paralisam as atividades hoje (11/09), a partir das 7h. O movimento é por tempo indeterminado a categoria 70% dos cruzarão os braços para pressionar pelo pagamento de suas remunerações.

O presidente do SIEMS (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana, explica que a paralisação é a alternativa encontrada pela categoria diante de tanto descaso com os trabalhadores. O motivo do atraso salarial, segundo a Santa Casa, é que os repasses das verbas financeiras pela prefeitura municipal de Campo Grande e governo do Estado ainda não foram efetuados.

 “Desde dezembro de 2016 estamos enfrentando este problema que resulta principalmente pelo entrave entre hospital e prefeitura. Em todo este tempo já nos manifestamos, cobramos a resolução, mostramos nossa indignação, no entanto, os atrasos continuam mês a mês, nada é feito para evitar este constrangimento. Somos trabalhadores e temos famílias, mais do que os nossos salários, exigimos respeito”, destaca Lázaro.

Em agosto, centenas de profissionais da Santa Casa estiveram na Câmara Municipal e cobraram um posicionamento e até mesmo intervenção dos vereadores para solucionar a questão tendo em vista que não apenas os trabalhadores, mas toda a sociedade é penalizada com os atrasos e embates entre hospital e município. “Até agora, um mês depois, não recebemos respostas”, lamenta Lázaro Santana.

A categoria mobiliza-se a partir das 7h da manhã no Saguão principal do hospital, pela entrada da Rua Eduardo Santos Pereira. O protesto ocorrerá durante toda a manhã.

 

Veja Também