Campo Grande •24 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner governo do estado - IPVA

Laureano Secundo | Segunda, 11 de Setembro de 2017 - 07h49Enfermagem da Santa Casa paralisa atividadesA partir de hoje 70% da categoria cruza os braços e suspender o atendimento

Funcionários do setor de enfermagem da Santa Casa cruzam os braços
Funcionários do setor de enfermagem da Santa Casa cruzam os braços (Foto: Arquivo Diário Digital)

Como os salários referente à folha de agosto não foi pago e de acordo com o hospital, não há previsão quanto ao pagamento os profissionais da enfermagem da Santa Casa de Campo Grande paralisam as atividades hoje (11/09), a partir das 7h. O movimento é por tempo indeterminado a categoria 70% dos cruzarão os braços para pressionar pelo pagamento de suas remunerações.

O presidente do SIEMS (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana, explica que a paralisação é a alternativa encontrada pela categoria diante de tanto descaso com os trabalhadores. O motivo do atraso salarial, segundo a Santa Casa, é que os repasses das verbas financeiras pela prefeitura municipal de Campo Grande e governo do Estado ainda não foram efetuados.

 “Desde dezembro de 2016 estamos enfrentando este problema que resulta principalmente pelo entrave entre hospital e prefeitura. Em todo este tempo já nos manifestamos, cobramos a resolução, mostramos nossa indignação, no entanto, os atrasos continuam mês a mês, nada é feito para evitar este constrangimento. Somos trabalhadores e temos famílias, mais do que os nossos salários, exigimos respeito”, destaca Lázaro.

Em agosto, centenas de profissionais da Santa Casa estiveram na Câmara Municipal e cobraram um posicionamento e até mesmo intervenção dos vereadores para solucionar a questão tendo em vista que não apenas os trabalhadores, mas toda a sociedade é penalizada com os atrasos e embates entre hospital e município. “Até agora, um mês depois, não recebemos respostas”, lamenta Lázaro Santana.

A categoria mobiliza-se a partir das 7h da manhã no Saguão principal do hospital, pela entrada da Rua Eduardo Santos Pereira. O protesto ocorrerá durante toda a manhã.

 

Veja Também
Vale Renda terá reajuste e vai a R$ 180 por família
Estudos realizados durante oito anos atestam qualidade da água do Lajeado
Energisa sobrevoa áreas alagadas pelas chuvas em MS
ONU tem mais mulheres que homens na liderança
Uso de celular e falta de cinto são principais infrações no trânsito em Três Lagoas
Aula de Yoga para crianças será realizada neste domingo
Campanha arrecada produtos para Asilo São João Bosco
Governo divulga mais de R$ 4 milhões em investimentos para asfalto novo
Ação Social do Vale Renda deve reunir oito mil beneficiários neste sábado
Dia claro em Mato Grosso do Sul
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento