Menu
25 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Greve

Fiscais do Iagro anunciam greve

2 Set2017Laureano Secundo07h33

Paralisação é por tempo indeterminado e pede aumento de salário

Uma paralisação por tempo indeterminado pode ser aprovada pelos fiscais estaduais agropecuários da Agência de defesa sanitária animal e vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro) . A greve tem como motivo à morosidade no diálogo e negociação com o governo do Estado nas reivindicações da categoria. A informação é do Sindicato dos Fiscais A presidente do Sifems Kelcilene Azambuja disse que desde dezembro de 2015, o governo também promete a implantação da indenização de localidade/fronteira. Esse adicional já consta no Art. 50 da Lei Estadual nº 4.196/2012, que dispõe sobre a Carreira Fiscalização e Defesa Sanitária, mas ainda não foi regulamentado pelo governo do Estado.

Segundo o sindicato, há anos os fiscais solicitam a isonomia de salário e de jornada de trabalho das carreiras de fiscalização no Estado. “Até dentro da própria secretaria, a Semagro, servidores com cargos de fiscalização equivalentes têm salários e jornadas diferenciados, por isso, reivindicamos a equiparação. Comparando as carreiras, os fiscais da Iagro são os que trabalham por mais horas e recebem menos. Essa situação, num setor de extrema importância para a economia do Estado, resulta na desmotivação do servidor”, frisou a presidente do Sifems,.

 “Existem municípios da fronteira que estão sem fiscais agropecuários por falta de incentivos. Há muita evasão de servidores das cidades fronteiriças. Muitos assumem o concurso, mas por causa da baixa remuneração e dos perigos da fronteira acabam deixando o cargo e assumindo outros concursos mais atrativos. A rotatividade de profissional nessas regiões é muito alta, portanto, é preciso que o governo invista em incentivo para manter o funcionário”, afirmou a presidente do Sifems.

Veja Também