Campo Grande •26 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Quinta, 6 de Outubro de 2016 - 11h12Greve dos bancários pode terminar hoje em todo o paísOs banqueiros elevaram a oferta de 7% para 8% de reajuste salarial e também ofereceram um abono de R$ 3,5 mil entre outros benefícios

A paralisação dos bancários que hoje (6) completa 31 dias pode ser encerrada no fim da tarde desta quinta-feira. O Comando Nacional dos Bancários está orientando a categoria a aprovar a nova proposta feita ontem (5), pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), nas assembleias que vão ocorrer às 17h.

Os banqueiros elevaram a oferta de 7% para 8% de reajuste salarial e também ofereceram um abono de R$ 3,5 mil e a garantia de conceder, no próximo ano, a reposição da inflação e 1% de aumento real, entre outros benefícios.

Nessa décima rodada de negociações, os bancos se comprometeram ainda a corrigir o vale-alimentação em 15%; o vale-refeição e o auxílio creche/babá em 10% e a implantar a licença-paternidade de 20 dias. Em relação à Participação nos Lucros e Resultados (PLR), o acordo prevê parcela adicional de 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 4.367,07, sendo que a primeira parcela será paga até dez dias após assinatura do Contrato de Convenção Coletiva.

Por meio de nota, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) observou que a defesa do emprego está entre as prioridades e que “neste sentido, a negociação conquistou a instalação de um Centro de Realocação e Requalificação Profissional nos bancos”.

Dias parados não serão descontados

Os dias parados não serão descontados, mas desde que a categoria ponha um fim à greve nas assembleias de hoje (6), retornando ao trabalho amanhã (7).

Para o presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários, Roberto von der Osten, “os bancários saem vitoriosos de uma das campanhas mais difíceis dos últimos anos, impactada pela conjuntura política e econômica do país”, salientou ele, por meio de nota. Informou que, inicialmente, a Fenaban havia oferecido reajuste de 6,5% nos salários.

O líder dos bancários considerou ainda um avanço fechar questão sobre o acordo coletivo de 2017 com a garantia da reposição inflacionária e de aumento real, além dos reajustes dos benefícios com alimentação e auxílio creche/babá. “Garantimos a extensão dos direitos e valores para todos os bancos públicos, diferente dos anos 90, mas uma vitória inédita foi a garantia do não desconto e da não compensação dos dias da greve, um instrumento medieval de punição dos grevistas”, apontou.

A vice-presidenta da Contraf-CUT e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, Juvandia Moreira, também fez um balanço positivo das negociações. Disse que elas ocorreram “em um ambiente de alta incerteza política e econômica”. Dados da entidade indicam que ontem (5) mantiveram-se parados os atendimentos ao público em 13.123 agências e 43 centros administrativos, o equivalente a mais da metade (55%) das instituições em todo o país.

 

Com Agência Brasil.

Veja Também
Santa Casa bate recorde histórico na realização de cirurgias
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 12h35Senac MS faz coordenação técnica de Fórum Setorial do Comércio em Brasília Fórum é composto por representantes de pequenas, médias e grandes empresas
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 11h59Longen vai inaugurar Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi em Nova Alvorada do Sul Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi em Nova Alvorada do Sul vai contar com acervo de mais de 1,3 mil livros
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 11h41Fique atento aos pontos de retenção da CCR MSVia na BR-163/MS Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Instabilidade marca início da frente fria
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 10h16Abertas as inscrições para o 8º Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental No endereço também está disponível o regulamento
Confiança do comércio volta a ficar positiva ao atingir 102,3 pontos
Desemprego cai no primeiro trimestre do ano
Tarifa de pedágio na BR-163 não terá reajuste, garante ministro
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 07h36Chuva e temperatura em queda Previsão é que podem acontecer fortes pancadas de chuva
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento