Menu
13 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Queimadas

Governo pede apoio ao Exército

Após decretação de Emergência espera receber amanhã apoio

11 Set2019Laureano Secundo11h56

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul decretou estado de emergência e espera receber até amanhã apoio do Exército e dos Ministério da Integração para combater pontos de incêndio. Equipes do Corpo de Bombeiros estão sobrevoando os dez pontos de incêndio só na região do Pantanal onde já existem de equipes fazendo o combate por terra.

O secretário de Meio Ambiente do Estado, Jaime Verruck,  anunciou oficialmente o pedido de emergência durante entrevista coletiva quarta-feira  durante reunião com a Defesa Civil do Estado, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental e especialista em meteorologia do Governo do Estado.

Devido a falta de chuva e índices baixos de umidade do ar aumentou no número de queimadas e focos de calor no Pantanal de Mato Grosso do Sul, O coordenador da Defesa Civil sul-mato-grossense, coronel Fábio Catarineli, confirmou levantamento de dados para viabilizar o decreto. O ato permite que o governo estadual faça contratações sem passar pelo processo burocrático da licitação

Não há revisão de chuvas para os próximos 15 dias segundo a Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec/MS). Conforme relatório da Sala de Situação Integrada,  no período de 1º de agosto a nove de setembro deste ano mais de 1 milhão de hectares de vegetação foram destruídos pelas queimadas no Estado. Os focos de calor continuam intensos devido a prolongada estiagem com maior concentração no Pantanal e na Serra da Bodoquena.

O coordenador da Cedec, tenente-coronel Fábio Catarinelli, informou que uma situação de emergência pode ter o apoio de aeronaves. Mato Grosso do Sul bateu o recorde de queimadas detectadas no ano, com 678 pontos – quase o dobro dos 397 da última segunda-feira (9). O Estado ficou atrás apenas do vizinho Mato Grosso, que registrou 772 no dia.

Veja Também

Em Campo Grande, a temperatura de 32°C
Rua 14 de julho abre possibilidades para novos negócios depois de reforma
Bancos enviam dados de clientes para cadastro positivo
Pescador é preso e autuado em R$ 1 mil por prática de pesca predatória
Governo de MS mantém tradição e apoia festival gaúcho
Pais ganham na Justiça direito de registrar nome do filho natimorto
Motorista morre ao bater de frente com carreta em Tacuru
Casa Peniel pede doações para Bazar Solidário
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta quarta-feira
Mais de 95% das crianças brasileiras frequentam escola, diz pesquisa