Menu
16 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
37 municípios

Governo decreta situação de emergência em Deodápolis

Decretos de situação de emergência têm validade por 180 dias

15 Mai2018Da redação12h26

Decreto do governador Reinaldo Azambuja publicado nesta terça-feira (15) no Diário Oficial do Estado (DOE) declara situação de emergência estadual em Deodápolis, por conta dos estragos causados pelas chuvas, principalmente na área rural.

De acordo com o comandante da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Fabio Catarinelli, Mato Grosso do Sul possui atualmente 31 municípios em situação de emergência, 24 deles com decretos estaduais.

Os municípios em situação de emergência vigente são: Miranda, Rio Verde de Mato Grosso, Bataguassu, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tacuru, Iguatemi, Eldorado, Itaquiraí, Mundo Novo, Novo Horizonte do Sul, Amambai, Coronel Sapucaia, Bela Vista, Antônio João, Coxim, Caracol, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Aquidauana, Anastácio, Nioaque, Jardim, Bonito, Batayporã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Aral Moreira, Batayporã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Aral Moreira, Japorã e Deodápolis.

Já os com decretos estaduais são: Miranda, Rio Verde de Mato Grosso, Sete Quedas, Tacuru, Iguatemi, Eldorado, Itaquiraí, Novo Horizonte do Sul, Amambai, Coronel Sapucaia, Bela Vista, Antônio João, Coxim, Caracol, Santa Rita do Pardo, Aquidauana, Anastácio, Nioaque, Jardim, Bonito, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Japorã e Deodápolis.

Os decretos de situação de emergência têm validade por 180 dias. O reconhecimento estadual aumenta as chances dos municípios em obter recursos federais para a reconstrução de estragos, permite obras emergenciais e facilita as ações de assistência à população afetada pelo desastre.

Rio Paraguai - A Defesa Civil Estadual também continua a monitorar o rio Paraguai. Uma equipe liderada pelo tenente-coronel Fabio Catarinelli fará uma vistoria a partir desta quarta-feira (16.5) até sexta-feira (18.5) no Pantanal. A régua em Ladário já marca 5,04 metros e existe risco de prejuízos para ribeirinhos e pecuaristas. 

Veja Também

Servidora pública que estava desaparecida é encontrada em Caarapó
Governo mantém início do horário de verão em 4 de novembro
Sicredi Centro-Sul MS realiza 3º sorteio da promoção
Em Três Lagoas, prefeitura vacinará cães e gatos no sábado
Exposição Culturas Indígenas valoriza a diversidade étnica
Prefeitura convoca 16 médicos para reforçar atendimento
Clima Altas temperaturas e chuva prosseguem em MS Céu nublado em algumas regiões e chuvas em áreas idoladas
Mutirão em Água Clara consegue a baixa de 1.540 processos
Faltam 15 dias para o desligamento do sinal analógico de TV
Fazendeiro é multado por derrubar árvores nativas para plantar lavoura