Menu
21 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Construção

Governo de MS sanciona lei que autoriza doação de área ao HU-UFGD

Na faixa de terra será construída a Unidade Materno Perinatal

19 Set2016Da redação17h24

Foi publicada no dia 31 de agosto, no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul, legislação que autoriza a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) a doar à Fundação Universidade Federal da Grande Dourados uma área de nove hectares localizada no entorno do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD).

A Lei nº 4.914, de 30 de agosto de 2016, foi sancionada pelo governador do estado, Reinaldo Azambuja, e diz respeito à faixa de terra onde será construída a Unidade Materno Perinatal (UMP), prédio anexo ao hospital e que atenderá pacientes de Dourados e da macrorregião nas demandas de saúde feminina e infantil.

Como estabelece a lei, o HU, por meio da UFGD, deve providenciar a transferência do imóvel para seu nome e, no prazo de dois anos, dar destinação ao local, ou seja, executar a construção da UMP e realizar outras obras que porventura sejam necessárias para adequação e ampliação do espaço físico do hospital.

A UMP - A UMP é a nova formulação do projeto conhecido como Instituto da Mulher e da Criança e será um anexo do HU-UFGD voltado exclusivamente para atendimentos nas áreas de ginecologia, obstetrícia, pediatria e neonatologia.

Atualmente, o projeto executivo está em fase de detalhamento final e a publicação do edital para contratação da empresa que realizará a obra está prevista para o mês de novembro. Todo o planejamento está sendo executado por meio de termo de cooperação firmado entre a UFGD, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra o HU-UFGD, e oEscritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops).

O prédio terá 8,7 mil metros quadrados e três pavimentos, abrigando uma estrutura que contará com Pronto Atendimento Pediátrico, Pronto Atendimento Obstétrico, ambulatório para recém-nascidos, ambulatório para pré-natal de alto risco, Banco de Leite Humano, UTIs Pediátrica, Neonatal, Neonatal Convencional e Neonatal Canguru, Internação Obstétrica, Centro de Parto Normal e Centro Obstétrico, totalizando 125 leitos, além de consultórios, salas obstétricas e quartos de parto normal

Foi publicada no dia 31 de agosto, no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul, legislação que autoriza a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) a doar à Fundação Universidade Federal da Grande Dourados uma área de nove hectares localizada no entorno do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD).

A Lei nº 4.914, de 30 de agosto de 2016, foi sancionada pelo governador do estado, Reinaldo Azambuja, e diz respeito à faixa de terra onde será construída a Unidade Materno Perinatal (UMP), prédio anexo ao hospital e que atenderá pacientes de Dourados e da macrorregião nas demandas de saúde feminina e infantil.

Como estabelece a lei, o HU, por meio da UFGD, deve providenciar a transferência do imóvel para seu nome e, no prazo de dois anos, dar destinação ao local, ou seja, executar a construção da UMP e realizar outras obras que porventura sejam necessárias para adequação e ampliação do espaço físico do hospital.

Veja Também

Terceira agência digital do País é inaugurada
Projeto proíbe exibição de animais silvestres em zoológicos, aquários e parques
Manutenção do Parque das Nações será feita com veículo elétrico
Prefeitura abre inscrições para desfile cívico de 26 de Agosto
Arraial do Banho de São João começa nesta quinta em Corumbá
Helicóptero da PM transporta peão a Santa Casa
Campo Grande receberá próxima etapa da Copa Truck
Após reportagem, indígenas de Dourados recebem cobertores
Governo divulga nota de pesar pela morte de ex-presidente da Agepen
Trânsito CCR MSVia prossegue com obras na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas