Menu
16 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Dourados

Governo autoriza obras de recuperação da Avenida Presidente Vargas

Agência liberou início dos serviços do convênio que conta com R$ 871 mil de recursos do Fundersul

15 Jun2019Da redação18h18

O Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Empreendimentos (Agesul), autorizou a prefeitura de Dourados a iniciar as obras de recuperação da avenida Presidente Vargas. Após análise do orçamento do Plano de Trabalho, a agência liberou, nesta semana, o início dos serviços do convênio que conta com R$ 871 mil de recursos do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado do MS (Fundersul).

A parceria prevê, como parte da primeira etapa, a execução de serviços de infraestrutura para reconstrução da macrodenagem de transposição do Córrego Laranja Doce. A previsão de conclusão é de 90 dias a contar da data de início da ordem de serviço, que será dada pela prefeitura.

“A Agesul tem tratado com máxima urgência todos os processos referentes a esta obra para que a prefeitura possa executar, o mais rápido possível, a reconstrução deste trecho”, destacou o secretário Adjunto da Seinfra e diretor Presidente da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Luis Roberto Martins de Araújo.

Melhoria da Trafegabilidade - Com o fechamento da avenida Presidente Vargas todo o trânsito da MS-156 foi desviado sobrecarregando o trânsito de vias auxiliares, como a Hayel Bon Faker. A avenida foi interditada em 2 abril, após o desmoronamento subterrâneo da antiga tubulação de água por onde passa o Córrego Laranja Doce, devido às fortes chuvas. A restauração da avenida foi viabilizada por meio de convênio com o Governo do Estado assinado na segunda quinzena de maio.

Veja Também

Comarca de Três Lagoas realiza capacitação em mediação e conciliação
Colisão mata casal e bebê na BR-267
Caminhada pela Prematuridade será neste domingo em Campo Grande
Projeto que institui renda mínima ao Registrador Civil é aprovado
Democratas acusam Trump de intimidar testemunhas de impeachment
Defensoria Pública atenderá manifestantes agredidos em terminal
Pronto Socorro de Corumbá deverá ser entregue em maio, diz governador
Oficina discute práticas saudáveis de prevenção ao câncer
Ministro Toffoli mantém acesso a relatórios sigilosos
Morales diz que não se sente responsável pela atual crise na Bolívia