Campo Grande •19 de Fevereiro de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Banner Governo do Estado - Campanha Dengue

Da redação | Quinta, 6 de Outubro de 2016 - 19h50Governador e ministro inauguram ponte em Três LagoasPonte que contou com investimentos de R$ 117 milhões, está funcionando desde 29 de setembro

  
(Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • Ministro dos Transportes esteve em Três Lagoas para a inauguração (Foto: Chico Ribeiro)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)

A integração logística em Mato Grosso do Sul dá mais um passo em direção ao desenvolvimento com a inauguração da ponte sobre o Rio Paraná, que liga as cidades de Três Lagoas (MS) a Castilho (SP). Com a presença do Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, o governador Reinaldo Azambuja, comemorou mais uma importante obra que vem para tornar a economia do Estado mais competitiva.

“O grande gargalo de toda a cadeia produtiva do país hoje se chama integração logística. Se nós tivermos condições de ampliar os investimentos em rodovias, hidrovias, ferrovias e aeroportos nossa economia será muito mais competitiva, gerando mais oportunidade de empregos e alavancando a economia local. Essa ponte é um sonho antigo. Durante muito tempo a Usina de Jupiá serviu de travessia das nossas riquezas e da importação dos produtos que vem de fora. Não tenho dúvida ministro que esta obra vai beneficiar e muito nossa população”, declarou Reinaldo.

A nova ponte foi construída sobre o Rio Paraná, na rodovia BR-262, entre os municípios de Três Lagoas (MS) e Castilho (SP). Com 1.344 metros de extensão a ponte possui três faixas para o tráfego de veículos. A obra é de suma importância, uma vez que o Estado é a convergência dos principais centros consumidores do País, como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

O Ministro Maurício Quintella Lessa declarou que o Presidente da República Michel Temer deu ordem para priorizar as obras com alto grau de execução como a ponte sobre o Rio Paraná. “Uma das melhores formas de combater o desemprego é com investimento em infraestrutura. Essa obra conclui um corredor de escomento de produção, com impacto econômico e também é emblemática para a integração do país, uma vez que se instala em um importante polo industrial. Vamos seguir trabalhando para juntos com Estados e municípios tirar nosso país da crise que atravessamos”, afirmou o ministro.

A senadora Simone Tebet relembrou que a construção da ponte era uma das batalhas de seu pai, o senador Ramez Tebet e o senador Pedro Chaves destacou que a construção de pontes fazem a ligação para o desenvolvimento de toda uma nação.

Aumento do fluxo de veículos - O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, ponderou a questão da trafegabilidade de veículos, uma vez que a barragem da Usina de Jupiá já não suportava mais o fluxo diário de 13 mil de veículos, entre automóveis de passeios e caminhões de carga.

“Nos últimos 15 anos, o eixo Três Lagoas-Campo Grande tornou-se uma rota importante de importação e exportação, decorrente da industrialização da costa leste do Estado. Além de contribuir com a logística, a ponte é importante pelo fato da segurança, pelo tempo médio de passagem na divisa de MS e SP, agilizando o transporte. Isso tudo se traduz em redução de custos”, afirma Verruck.

Jaime Verruck acrescenta ainda que o próximo passo é integrar a nova rota com projetos de estruturação urbana de novas vias e acesso na área urbana de Três Lagoas, dando agilidade a passagem urbana de cargas.

Acessos ao grande centro - Esta é a quinta ligação entre os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, geograficamente separados pelo rio Paraná. Do lado sul-mato-grossense, o trecho de acesso completa o traçado definitivo da BR-262, alterando o caminho que leva à barragem da usina. Do outro lado do Rio Paraná, em Castilho, uma nova via de acesso foi construída da ponte até rodovia estadual SP-300 (Marechal Rondon).

A primeira ponte é exclusivamente ferroviária e fica entre Três Lagoas e Castilho, ao lado da nova estrutura. Mais ao sul, a ponte rodoviária Maurício Joppert liga a BR-267 em Bataguassu à SP-270 (Raposo Tavares) em Presidente Epitácio (SP).

A terceira ligação fica entre os municípios de Brasilândia e Paulicéia (SP). Com 1,705 metros de comprimento, ela liga a BR-158 à SP-294. A quarta ponte entre os dois estados é rodoferroviária e fica entre Aparecida do Taboado e Santa Fé do Sul (SP), com quatro quilômetros de extensão e fazendo o entroncamento da BR-436 com a SP-329 (Euclides da Cunha).

Projeto da ponte iniciou em 1999 - A nova ponte sobre o Rio Paraná iniciou o projeto da estrutura em 1999. A construção começou em 2011 – com previsão de entrega em 2014. De fato, a obra foi concluída em 2015 e a inauguração da estrutura foi adiada diversas vezes por conta de readequação do projeto de construção de acessos e períodos chuvosos. O objetivo foi transferir o tráfego de veículos da barragem da Usina de Jupiá e contribuir para o escoamento da produção de Mato Grosso do Sul para o Leste do País, principal mercado consumidor do Brasil.

Antes da construção da usina, na década de 1960, a travessia de veículos, cargas e pessoas entre Três Lagoas e a cidade paulista era feita por meio de balsa ou da ponte ferroviária Francisco de Sá – que fica ao lado da nova ponte. Depois da construção da usina, o tráfego passou a fluir pela própria barragem. Com o passar dos tempos, a expansão da região nos setores agrícola e industrial, bem como o desenvolvimento urbano da região, fez com que a movimentação de veículos no local aumentasse consideravelmente. Surgiu assim a necessidade de uma nova alternativa de travessia do rio.

Estiveram presentes na solenidade os senadores Simone Tebet e Pedro Chaves; os deputados estaduais Eduardo Rocha e Ângelo Guerreiro; o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula; o superintendente do Dnit de MS, Thiago Bucker; a prefeita de Três Lagoas, Marcia Moura; o prefeito de Castilho, Jone Marcos Buzachero; e o secretário estadual de Logística e Transportes do Governo do São Paulo, Alberto Macedo Filho – representando o Governador Geraldo Alckimin.

Veja Também
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 17h50Plataforma brasileira permitirá diagnóstico sobre biodiversidade Sistema permitirá a elaboração do Diagnóstico Brasileiro sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 17h12Itália prende brasileiras por tráfico humano e prostituição Prisão ocorreu durante o cumprimento de um mandado emitido pela justiça brasileira em caráter internacional
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 16h05FGTS: Caixa Econômica funcionará em quatro sábados até julho Desde a divulgação do calendário de pagamento 1,4 milhão de trabalhadores foram atendidos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 15h49Militares do Iraque aparecem em vídeos de tortura em Mossul Vídeo cenas de homens de uniforme militares violentando pessoas e obrigando-as a imitarem animais
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 14h40Proibição de cobrança de bagagens ainda depende de votação na Câmara Anac diz que a previsão é que a cobrança das bagagens entre em vigor no dia 14 de março
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 11h48Caixa atende 356 mil Plantão para tirar dúvidas sobre saques
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 10h46Caminhonete bate em muro Motorista perdeu o controle do veículo e acabou colidindo
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 10h21Três motos em colisão Pelo menos quatro pessoas ficaram feridos
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 09h43Reforma da Previdência Social em debate Representantes dos trabalhadores participarão do encontro com deputados
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017 - 09h15Petição busca proteção para crianças Campanha pede fim da violência sexual contra crianças e adolescentes
square noticias uci
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento