Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Agência Brasil, com Agência Ansa | Sexta, 7 de Outubro de 2016 - 16h39Furacão Matthew: número de mortes no Haiti sobe para 842Desde segunda-feira, países do Caribe estavam em alerta para a aproximação do fenômeno meteorológico

(Foto: Orlando Barria/EPA/Agência Lusa)

Subiu para 842 o número de vítimas no Haiti, após a passagem do furacão Matthew, de acordo com os últimos dados divulgados pelas autoridades locais. As informações são da Agência Ansa.

Desde segunda-feira (3), países do Caribe estavam em alerta para a aproximação do fenômeno meteorológico, considerado o mais perigoso a atingir a região na última década. Na Jamaica, o furacão trouxe ventos fortes ventos e chuvas que alagaram várias cidades.

Na terça-feira (4), o Matthew atingiu o Haiti e o território cubano com ventos de 230 quilômetros por hora (km/h), devastando cidades e áreas de cultivo. O Haiti foi, até o momento, o país mais atingido pelo furacão. O número de vítimas ainda pode crescer, já que muitas áreas estão inacessíveis para as equipes de resgate.

A região mais castigada foi o Sul do país, com 300 mil residências danificadas. Somente na cidade de Roche-a-Bateau 50 pessoas morreram. Na vizinha Jeremie 80% das casas vieram abaixo. Agentes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) disseram que a situação do Haiti é "apocalíptica" e que há 500 mil crianças desabrigadas ou em zonas de risco.

Em Cuba, as autoridades alertaram os moradores de Guantánamo, Santiago, Holguín, Granma e Las Tunas. Mais de 300 mil pessoas foram evacuadas e os voos foram suspensos, tanto os domésticos quanto os internacionais.

Após o rastro de destruição que deixou no Caribe, o Furacão Matthew chegou na manhã de hoje (7) à costa Sul dos Estados Unidos. Cerca de 2 milhões de pessoas que moram no litoral dos estados da Flórida, da Carolina do Sul e da Geórgia estão se deslocando para o interior do país, no que é considerado o maior êxodo provocado por desastres naturais registrado nos Estados Unidos, nos últimos dez anos.

Os ventos, de até 210 km/h, atingiram transformadores de energia elétrica, deixando 225 mil pessoas sem eletricidade. As autoridades estão divulgando sucessivos avisos para que moradores deixem as áreas de risco e procurem imediatamente abrigo.

Veja Também
Tapa-buraco terá até cinco equipes por região
Do samba ao pop, Sesc Morada dos Baís terá show especial nesta segunda
‘Motolâncias’ facilitarão atendimento do Samu
Segunda, 11 de Dezembro de 2017 - 12h27CCR MSVia informa usuários da BR-163/MS sobre trechos em obras Obras poderão ser interrompidas em caso de chuvas
Alíquota da previdência estadual já é maior que 11% em pelo menos 10 estados
Famílias se unem em prol de crianças com câncer
Segunda, 11 de Dezembro de 2017 - 09h44Unigran doa mais de meia tonelada de alimentos a instituições de caridade Alimentos arrecadados nos Jogos Universitários foram doados a entidades que atendem crianças com HIV e Renais Crônicos
Governo espera atingir meta na última semana do Refis; desconto chega a 95%
Governo inaugura 144 novas vagas em presídio de Ponta Porã nesta segunda-feira
Corpo da atriz Eva Todor será cremado hoje à tarde
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento