Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner ALMS - Materiais Campanha Gestão para Pessoas Sustentação

Larissa Mendes, especial para o Diário Digital | Terça, 18 de Outubro de 2016 - 10h35Funcionários da Mega Serv entram em greveEmpresa presta serviços de limpeza para a área da saúde da prefeitura

Funcionários só voltarão depois que o salário for pago.
Funcionários só voltarão depois que o salário for pago. (Foto: Luciano Muta)


Com o pagamento atrasado há 12 dias, funcionários da Mega Serv, prestadora de serviço de limpeza da área de saúde da prefeitura, paralisam suas atividades nesta Terça-feira, 18. “Nós só iremos voltar à hora que o dinheiro estiver na conta”, diz o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul – STEAC-MS, Wilson Gomes da Costa. 

Segundo o presidente, desde o dia 10 de outubro, a categoria está em contato com a prefeitura que não dá uma posição sobre o pagamento, “Toda hora dão uma desculpa, falaram que a Sesau que não repassou o dinheiro, ai a Sesau fala que o dinheiro já ta com a prefeitura e o pagamento não vem”, comenta. 

A indignação foi maior quando os funcionários ficaram sabendo que apenas os ‘trabalhadores 24h’, aqueles que trabalham nas Unidades de Pronto Atendimento – Upa, haviam recebido. “Eles devem ter pensado que pagando os que trabalham mais, estava tudo resolvido, mas não. Entendemos que esse serviço é essencial, mas também entendemos que os trabalhadores precisam do dinheiro para sobreviver”, relata o presidente do sindicato.

A greve começaria na segunda-feira, 17, mas a prefeitura disse que pagaria todos os funcionários, o que não ocorreu. 

A funcionária do posto de saúde da Jockey Club, Crislaine da Silva, 27, está contando com a ajuda da família para se manter, “Sou mãe e pai, já estou sem comida em casa, não consegui nem comprar presente pro dias das crianças. É frustrante você trabalhar o mês inteiro, cumprir os horário e no final do mês não ter pagamento”, desabafa. 

José Apercido Ponciano, 48 anos, trabalha no CCZ e além de não receber o pagamento, suas férias também não foi paga, “as contas já estão todas atrasadas, ta faltando comida em casa, a gente se sente frustrado”, relata. 

Os trabalhadores estão em assembleia permanente na sede do sindicato e só voltarão para suas atividades, quando o salário for pago. A Mega Serv conta com 295 funcionários. 

Veja Também
Tapa-buraco terá até cinco equipes por região
Do samba ao pop, Sesc Morada dos Baís terá show especial nesta segunda
‘Motolâncias’ facilitarão atendimento do Samu
Segunda, 11 de Dezembro de 2017 - 12h27CCR MSVia informa usuários da BR-163/MS sobre trechos em obras Obras poderão ser interrompidas em caso de chuvas
Alíquota da previdência estadual já é maior que 11% em pelo menos 10 estados
Famílias se unem em prol de crianças com câncer
Segunda, 11 de Dezembro de 2017 - 09h44Unigran doa mais de meia tonelada de alimentos a instituições de caridade Alimentos arrecadados nos Jogos Universitários foram doados a entidades que atendem crianças com HIV e Renais Crônicos
Governo espera atingir meta na última semana do Refis; desconto chega a 95%
Governo inaugura 144 novas vagas em presídio de Ponta Porã nesta segunda-feira
Corpo da atriz Eva Todor será cremado hoje à tarde
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento