Menu
15 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Solidariedade

Fraternidade leva água, comida e carinho

Após abraçar Moçambique, voluntários irão para Madagascar

17 Jul2017Elaine Silva - Especial para Diário Digital06h56

Criada com o objetivo de cuidados, comida e água, além de carinho, a Organização Não Governamental (ONG) Fraternidade Sem Fronteiras, desde de 2009, vem a pequenos passos ajudando a reduzir a fome que afeta famílias que vivem na extrema miséria. O primeiro lugar que fraternidade alcançou no exterior foi o país Moçambique, na África, onde hoje na capital Maputo e em outras cidades já apresenta resultados especialmente em crianças que antes viviam na extrema miséria e passaram a receber alimentação, orientação à higiene, reforço escolar e têm a oportunidade de participar de atividades culturais.

O passo agora dos voluntários é poder levar para a cidade de Antananarivo Capital de Madagascar, o alto poder nutricional do leite em pó integral e roupas, sendo o mesmo principio de Moçambique. Em fevereiro foi realizado o primeiro levantamento em Madagascar para saber por onde começar, sendo o que o local vive uma das piores secas já registradas no mundo, sendo registrado 850 mil pessoas passando fome.

 A ação emergencial conseguiu levantar duas bases de apoio alimentar e ainda o centro de acolhimento. A doação foi prorrogada até o dia 29 de julho deste ano, mesmo dia em que a uma equipe com cerca de 54 voluntários vai para a cidade, por meio de apadrinhamento que abraçaram a causa "Madagascar Fome e Sede".

Doação - O projeto é mantido pelo sistema de apadrinhamento, com a doação mensal de R$ 50 e com a ajuda de doações avulsas. Em oito anos de trabalho, a Fraternidade cresceu também em ações: como a perfuração de poços artesianos que levam água limpa às comunidades e possibilitaram o início do cultivo de alimentos por sistema de agroecologia. Toda a doação vai por meio de contêiner, mas serão recebidas de 25 a 29 de julho.

ONG -  A Fraternidade Sem Fronteiras, já está atendendo 10 mil crianças em 25 centros de acolhimento. “É comovente você ver a felicidade deles de receber uma roupa nova, normalmente eles colocam na criança uma camiseta de adulto e ela cresce nela. Teve um caso que tivemos que cortar a rouba porque não passava pela cabeça”, afirma o presidente da Fraternidade Sem Fronteira, Wagner Moura. As doações do leite em pó integral também vão ajudar crianças do Nordeste que passam pela mesma situação ou parecida com Madagascar. A Fraternidade fica localizada na na Rua das Garças, 2512, bairro Santa Fé.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso