Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Campo Grande

Fogo devora veículo em 10 minutos no Panorama

Motorista não ficou no local do incêndio, mas segundo testemunhas, não se feriu

2 Ago2017Valdelice Bonifácio18h00
(Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Um veículo Scort pegou fogo após uma pane no motor na esquina das ruas Prudentópolis e Lagoa Rica, no Jardim Panorama, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira, 2 de agosto. As chamas destruíram o veículo em cerca de 10 minutos. O motorista não ficou no local, mas segundo testemunhas, não se feriu.

Quando o fogo começou no motor, populares se mobilizaram para combater as chamas. “A gente conseguiu três extintores na vizinhança, mas não funcionou. As chamas se espalharam rapidamente. O carro virou uma bola de fogo”, disse um popular que ajudou no combate ao fogo.

Os populares também precisaram conter o próprio motorista que tentou entrar no carro novamente apesar das chamas.  Ele deixou o local antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

Os bombeiros utilizaram cerca de 500 litros de água para combater as chamas. Conforme o subtenente Air Dione, a placa do veículo já foi levantada BQK – 3742, de São Paulo. Contudo, ainda não foi possível verificar a regularidade do veículo.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso