Menu
28 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Nova Andradina

Filho faz vídeo de idosa negando ter apanhado da nora

Em filmagem anterior, mulher de 82 anos aparece sendo supostamente agredida

22 Jan2020Da redação10h45

Nas últimas horas, o caso da idosa supostamente agredida pela nora em Nova Andradina ganhou um novo capítulo. O filho gravou um vídeo com a mãe, expondo a vítima para amenizar a ação da suposta agressora.

Através da filmagem, que começou a circular nas redes sociais, a idosa, aparentemente com ar de constrangimento, estaria sendo questionada pelo filho sobre o episódio e acaba por negar as agressões que teria sofrido.

Assim que começou a circular em grupos de Whatsapp, o vídeo causou revolta em muitos moradores. O Nova News apurou que esta segunda filmagem já está em poder da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) e deverá ser juntada ao inquérito.

O filho que gravou o vídeo no qual a idosa nega que tenha sido agredida deverá ser intimado pela autoridade policial a prestar esclarecimentos. Ele poderá ser investigado por praticar possível coação da vítima.

O caso - Uma mulher de 34 anos, acusada de praticar violência doméstica contra sua sogra, uma idosa de 82 anos, deverá ser ouvida pelas autoridades policiais de Nova Andradina nos próximos dias. O caso foi registrado junto à polícia neste domingo (19) e deverá ser apurado pela DAM.

A suposta agressão teria ocorrido há alguns 10 dias, sendo que, um vídeo que mostra o episódio acabou sendo divulgado neste final de semana nas redes sociais, gerando grande repercussão em toda a região.

Ao receber o vídeo, uma neta da idosa procurou a polícia para que o caso fosse apurado. Ela disse que a avó morava na casa do filho, onde ocorreu o episódio, mas que, após o fato, a vítima teria ido para residência de outro filho, na região de Nova Casa Verde.

Segundo informou a neta às autoridades, o vídeo teria sido gravado pelo filho da vítima, no caso, marido da acusada, que, em suas palavras, seria o responsável por administrar o dinheiro de sua aposentadoria.  “Ele estava, na verdade, tentando produzir provas contra a própria mãe, que teria, segundo eles, agredido a nora pouco antes. Por este motivo ele fez a filmagem”, disse a comunicante aos policiais.

Como a neta que fez o registro da ocorrência compareceu neste domingo (19) na 1ª Delegacia de Polícia, esta semana o caso deverá ser encaminhado para a DAM, que tomará as devidas providências no sentido de ouvir tanto a vítima quanto a acusada.

O caso foi registrado como vias de fato (violência doméstica), sendo que, caberá às autoridades apurar os acontecimentos para que tudo seja devidamente esclarecido.

(Com informação: Nova News)

 

Veja Também

Pós-carnaval para cachorros será neste sábado na Capital
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta sexta-feira
Exportações de industrializados de MS têm melhor janeiro desde 2008
Selecionados na 2ª chamada podem comprovar dados até hoje
Campanha de vacinação contra gripe será antecipada no país
Obras de drenagem começam no bairro Cidade Morena
Sesau estabelece plano de contingência para o enfrentamento do Coronavírus
Termina hoje prazo para pagar parcela de fevereiro em dia
Dia de temperatura amena
Cabeças de bagre