Campo Grande •18 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Mariel Coelho, especial para o Diário Digital | Sábado, 10 de Setembro de 2016 - 17h29Feijão registra 1ª queda de preço após dez mesesFicou 5,60% mais barato em agosto

De acordo com a pesquisa, o produto ficou 5,60% mais barato na passagem de julho para agosto.
De acordo com a pesquisa, o produto ficou 5,60% mais barato na passagem de julho para agosto. (Foto: Portal Brasil)

Depois de dez meses em alta, o feijão-carioca registrou a primeira queda de preços e colaborou para a desaceleração do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De acordo com a pesquisa, o produto ficou 5,60% mais barato na passagem de julho para agosto.

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira (9), e a melhora do preço do feijão, entre outros fatores, pode ter sido determinada pela recuperação da produção e pelo aumento das importações.

Apesar do desempenho favorável no período, essa primeira redução ainda não foi suficiente para reverter toda a alta registrada no ano, que chega a 136,57%. No decorrer dos próximos meses, no entanto, esse preço tende a se normalizar.

Esse desempenho do feijão no mês ainda teve repercussões favoráveis para o custo de vida como um todo, e o produto exerceu forte influência sobre o IPCA. De julho para agosto, o indicador passou de 0,52% para 0,44%.

O grupo de produtos Alimentação e bebidas foi o que apresentou maior influência ao desacelerar de 1,32%, em julho, para 0,30%, em agosto. Além da influência favorável vinda do feijão-carioca, outros itens ficaram mais baratos no mês.

A lista segue com cebola (-18,46%), hortaliças (-8,81%), batata-inglesa (-8,00%), cenoura (-5,67%), alho (-5,10%), óleo de soja (-1,91%), pão doce (-1,38%), carnes (-0,86%) e pescados (-0,61%).

Além dos alimentos, outros itens apresentaram redução de preços, como utensílios de metal (-1,31%), vestido infantil (-1,26%), aparelho eletrônico (-0,97%), telha (-0,80%), sapato masculino (-0,58%) e energia elétrica residencial (-0,13%).

Veja Também
Corumbá já registrou 68 casos de conjuntivite neste ano
Divulgada resolução que orienta sobre inscrições no Vale Universidade
3º Pré-Carnaval do Valu será neste sábado com entrada franca
MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23
Em 17 dias, 24 mil buracos foram tapados na Capital, diz prefeitura
Agesul libera desvio e restabelece o tráfego na MS-338
População pode se cadastrar para receber alertas de desastre da Defesa Civil por SMS
MEC autoriza uso de nome social na educação básica a travestis e transexuais
Governadora anuncia retomada
CNH Digital já está disponível em Mato Grosso do Sul
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento