Campo Grande •22 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Da redação | Quarta, 12 de Outubro de 2016 - 17h58Fazendeiro é multado por desmatamento ilegal de 124 hectares de cerradoInfrato terá que pagar multa de R$ 125 mil

O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção.
O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção. (Foto: Divulgação PMA)

Durante fiscalização nas propriedades rurais do município, na operação Padroeira do Brasil, Policiais Militares Ambientais de Coxim autuaram ontem (11) à tarde um pecuarista por desmatamento ilegal. A PMA localizou a infração em uma fazenda de 500 hectares, localizada a aproximadamente 70 km da cidade de Coxim.

O proprietário rural desmatou 124,40 hectares na propriedade em quatro áreas diferentes, sendo uma de 33,09 hectares, outra de 7,32 hectares, mais uma de 27,35 hectares e a última de 56,64 hectares. O responsável pela fazenda apresentou licenças ambientais (Autorizações Ambientais Eletrônicas) para a limpeza de pastagem e de derrubada de árvores isoladas.

A licença de limpeza só permite a derrubada de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito - CAP, que é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação), com uso de roçadeiras ou foices. Porém, a vegetação desmatada apresentava árvores derrubadas que atingiam 60, 75 e 105 centímetros de diâmetro, o que caracteriza o desmatamento. Também nas áreas, as árvores derrubadas não eram isoladas, como previstas na segunda licença apresentada, mas em vegetação de cerrado.

Essas licenças são tiradas online no site do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL), em razão de serem atividades de baixo impacto, porém, alguns proprietários aproveitam para realizar desmatamentos e tentam justificar com essas autorizações.

Em todas as medições realizadas com uso de GPS pelos Policiais, em 377,03 hectares com alterações, apenas 252,63 hectares eram de limpeza de pastagem, onde já havia brachiária humidícula. Nessas áreas houve uso de tratores na gradeação para a renovação da pastagem.

As atividades foram paralisadas. O proprietário da fazenda, de 58 anos, residente em Coxim, foi autuado administrativamente e multado em R$ 125.000,00 pelo desmatamento nas quatro áreas da fazenda. O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção.

Veja Também
Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook
Extração de gás de xisto pode trazer prejuízos a MS, alerta MS
Criança encontra dinheiro na rua e entrega à polícia
Utilidades para o gás GLP que você não sabia
Árvore cai em cima de residência no Bairro Caiçara
Cadastro biométrico será suspenso neste fim de semana
Governador anuncia ajuda emergencial a desabrigados
Na Assembleia, assistentes sociais cobram nomeações
Rio Aquidauana diminui o nível da água para 9,26 metros
Residencial vira alvo de inquérito do MPF
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento