Campo Grande •24 de Julho de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Emprego

Da redação | Quinta, 29 de Junho de 2017 - 17h20Farmácias da Capital são alvos de fiscalizaçãoFoco é verificar preços, armazenamento e venda de remédios controlados

(Foto: Divulgação)

 A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), em parceria com o Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul (CRF/MS) e com a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo (Decon), iniciou a fiscalização de farmácias na Capital.

Nesta manhã, três estabelecimentos de diferentes redes foram alvo da vistoria. O foco da operação é verificar divergências de preços, condições de armazenamento de medicamentos, venda de remédios controlados, documentos vencidos e precificação (definição do valor do produto ou serviço). A fiscalização do Conselho Regional de Farmácia verifica a presença do responsável técnico e a documentação.

Em dois estabelecimentos, dos itens coletados na amostragem, foram verificadas diferenças em torno de 10% entre os preços dos produtos expostos nas prateleiras com os registrados nos caixas. Também foram constatados 24 itens vencidos expostos à venda, entre fraldas geriátricas, salgadinhos, refrigerantes, três pomadas anti-inflamatórias, suplementos alimentares e uma unidade de alimento nutricional destinado a crianças. Os produtos vencidos foram descartados na presença dos fiscais.

O superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, acompanhou a operação durante a manhã e orientou os estabelecimentos quanto à importância da precificação adequada. Em algumas gôndolas foi verificada ausência de etiquetas de preços. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), deve ser assegurado ao consumidor o direito de informação adequada e clara sobre os diferentes produtos.

Uso e descarte racional de medicamentos

O Procon alerta os consumidores quanto à importância de também verificar a data de validade dos medicamentos guardados nas residências. O Procon orienta os consumidores a procurarem pontos de coleta nas farmácias que realizam o descarte ambientalmente correto desses medicamentos vencidos, destinados à incineração. Medicamentos vencidos não podem ser descartados no lixo comum ou nas redes de esgoto devido aos riscos para o meio ambiente, de contaminação da água, solo, dos animais e para a saúde pública.

Como denunciar

O Procon Estadual disponibiliza o número 151, por meio do qual os consumidores podem denunciar, além de produtos vencidos expostos à venda, ausência de preços na vitrine, demora na fila de banco e outras lesões nas relações de consumo que demandam fiscalização.

Veja Também
Inscrições para o Fies começam nesta terça-feira
Inscrições para o Fies começam nesta terça-feira
Incêndio em terreno baldio assusta população
Domingo, 23 de Julho de 2017 - 06h40Umidade do ar chega a 25° Temperatura varia entre 17° e 35° neste domingo
Sábado, 22 de Julho de 2017 - 18h00Leilão em benefício de vítimas da tragédia de Mariana arrecada cerca de R$ 8 mil Processo ocorreu de forma virtual e se encerrou ontem (20) às 19h
Sábado, 22 de Julho de 2017 - 16h39Cresce percentual de brasileiros que reconhecem que pagam impostos De acordo com a pesquisa, oito em cada dez pessoas atualmente reconhecem pagar impostos
Sábado, 22 de Julho de 2017 - 14h21Fundação de Cultura publica edital do Prêmio Guavira Edição Especial MS 40 anos É uma edição especial, em comemoração aos 40 anos da criação do Estado
Sábado, 22 de Julho de 2017 - 13h00Inscrições para bolsistas de Cultura, Esporte e Lazer começam 2ª-feira Serão concedidas até dez bolsas conforme disponibilidade financeira no valor de R$ 400
Governo licita ponte de 40 metros de comprimento na MS-450
Bonito aposta em calendário para aumentar fluxo turístico
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento