Menu
30 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Compromisso

Falta em consultas atrapalha atendimento nas unidades de saúde

Em 2019, mais de 32 mil consultas agendadas, apenas no Centro Médico da Cassems, não aconteceram

28 Fev2020Da redação14h57

Você sabia que quando você marca uma consulta e não comparece outra pessoa deixa de ser atendida? Certamente, a maioria dos casos de falta em consultas agendadas acontece por motivos de força maior, contudo, mesmo não podendo comparecer, o beneficiário pode e deve desmarcar a consulta com antecedência mínima de 24 horas.

Desmarcar a consulta permite que outro beneficiário consulte nesse horário, evitando assim, que a agenda fique cheia e haja prejuízos para os profissionais, para outros pacientes e, consequentemente, para o plano de saúde. Quando a consulta é desmarcada na última hora, não permite que outro paciente seja comunicado e chegue à consulta em tempo hábil.

Apenas em 2019, no Centro Médico e de Diagnóstico Avançado (CMDA) da Cassems, na Capital, 32.321 consultas agendadas não foram realizadas porque os beneficiários não compareceram e não justificaram as faltas. Durante todo o ano passado, na Clínica da Família, 3.963 consultas não aconteceram devido à falta dos beneficiários. Na Clínica Carandá Bosque, foram 1.873 faltas no último ano e, ainda, o Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) teve 3.813 ausências de pacientes.

A diretora de Assistência à Saúde, Maria Auxiliadora Budib, explica que a simples ação de desmarcar a consulta beneficia toda a estrutura de atendimento, inclusive, o cumprimento das resoluções da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), principalmente, a Resolução Normativa 259/2011. “Se nós conseguirmos disponibilizar essas vagas, certamente, teríamos uma menor espera no setor de marcação de consultas e, principalmente, nos ajudar a cumprir a RN 259 da ANS, que estabelece prazos para atendimento de consultas”, explica Budib.

Veja Também