Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Internacional

EUA mudaram forma de encarar imigrantes, depois do atentado do 11 de setembro

Omigração é tema central na disputa política entre conservadores e liberais, republicanos e democratas

11 Set2016Da redação, (em parceria com agência Brasil)10h13

Hoje completam 15 anos doas atentados do 11 de setembro, Além do luto coletivo, os atentados motivaram a chamada guerra ao terror para eliminar a rede Al-Qaeda. E os Estados Unidos mudaram profundamente a maneira de encarar a presença de imigrantes e a chegada de visitantes ao país.

Os integrantes da Al-Quaeda assumiram o comando de quatro aviões comerciais norte-americanos naquele dia, naquela manhã. Dois deles foram lançados sobre as torres gêmeas do Word Trade Center, em Nova York, e a imagem do segundo avião sendo lançado sobre a torre foi veiculada ao vivo por emissoras de televisão do mundo inteiro. O terceiro avião foi lançado sobre o Pentágono, a quarta aeronave teria como destino a Casa Branca, mas caiu na Pensilvânia, em circunstâncias não reveladas. Quase 3 mil pessoas morreram no episódio.

Antes chamado de terra de oportunidades, os Estados Unidos mudaram regras para entrada e permanência no país e aumentaram a fiscalização nos aeroportos. Hoje, a imigração é tema central na disputa política entre conservadores e liberais, republicanos e democratas.

O local onde ficava o World Trade Center se tornou um memorial em tributo às vítimas, com museu e dois espelhos d’água na área onde estavam as torres gêmeas. Os nomes dos 2.753 mortos estão gravados em placas de bronze​.

Veja Também